Dicas e informações sobre casa e construção

Diferença entre textura e grafiato

Aspecto decorativo, possibilidade de constraste, controle de umidade, entre outros motivos para o uso de paredes texturizadas ou grafitos. Veja as diferenças e algumas dicas de uso.

As paredes de uma casa podem ser revestidas por diversos tipos de materiais e acabamentos. Em algumas, como banheiro e cozinha, são colocados revestimentos cerâmicos, devido a presença de umidade (caso do banheiro) e a necessidade de lavar (caso da cozinha). Há também o tradicional reboco, gesso, textura e grafiato. Esses dois últimos tem sido bastante comuns em diversos tipos de construção e para as diversas finalidades.

Qual a diferença entre textura e grafiato?

As diferenças entre eles são basicamente no resultado aparente que eles demonstram, enquanto o grafiato é representado por aspecto de ranhura, a textura é mais diversa, podendo ser usada com aparência decorativa, texturizado ou arrepiados.

Veja abaixo um exemplo de uma parede com grafiato:

parede com grafiato

Entre as vantagens apresentados por textura ou grafiato podemos citar o seguinte:

Aspecto decorativo. Creio que a principal aplicação deles é no aspecto decorativo que se bem trabalhado poderá ajudar a melhorar o aspecto visual de um ambiente, seja uma sala, cozinha, quarto ou área externa. O grafiato é muito comum para fachadas, inclusive.

Contraste. Pode ser útil em ambientes muito estáticos e de cor uniforme, com isto ele poderá apresentar um bom contraste, especialmente quando pintado de cor diferente e complementar à usada do ambiente. Este tipo de recurso requer cuidados e deve ser feito com o auxílio de um profissional.

Controle de umidade. Muitas pessoas usam a textura ou o grafiato como uma estratégia para paredes em que há problemas com infiltração, pois suas características mais densas do que o simples reboco tornaria a parede mais resistente. Creio que o problema da umidade é mais complexo e quando possível o ideal é atacar a raiz do problema, mas de qualquer forma, pode ser uma ajuda.

Lavável. Também figura como vantagem o fato de ambos serem laváveis  e isto é útil para a limpeza interna ou externa.

Grafiato

Grafiato na parede

Veja abaixo algumas características e informações relacionadas ao grafiato:

  • Ele pode conter varias gramaturas ou malha como é mais conhecido. Isto significa que uma malha mais grossa (10) irá formar riscos mais profundos e portanto uma aparência mais marcante já que as pedrinhas são maiores. Uma malha mais fina (16, por exemplo) terá riscos mais sutis e deixando a parede com aspecto mais suave, inclusive sendo quase imperceptível de longe que foi aplicado grafiato ali.
  • A aplicação dele também é mais demorada e pode exigir um pouco mais de expertise do aplicador. Primeiro porque é necessário fazer o trabalho em duas etapas, sendo a primeira de aplicação propriamente dita e a segunda de riscar. Depois é preciso levar em conta que para ficar com um aspecto bonito é preciso ter uma boa experiência e habilidade para riscar direito.
  • O grafiato não permite emenda, isto significa que o ideal é pegar uma parede e terminá-la de uma única vez. Se você parar e tentar recomeçar depois é muto provável que fique a marca. Existe uma técnica de usar uma fita para determinar a emenda sem que fique a marca, mas em muitos casos ela não funciona corretamente.

Textura

 

Textura na parede

Veja abaixo algumas características e informações relacionadas à textura:

  • Ela é aplicada com um rolo especial para este tipo de aplicação. O processo é muito parecido com a pintura, mas diferencia apenas o rolo.
  • É preciso tomar cuidado com a diluição dele e evitar que você tenha massas com consistência diferentes na aplicação. Se isto acontecer poderá ficar marcas na parede, já que quando mais dura estiver a massa, mais pontiaguda ficará as pontas.
  • Apesar de ser mais fácil de fazer emenda, o ideal é que a aplicação seja feita de uma única vez também, assim você evitar de ter partes marcadas na parede.

Perguntas e respostas

Qual delas devo usar?

Fica a critério de cada um, mas geralmente as pessoas usam mais o grafiato, especialmente nas áreas mais visíveis, pois ele apresenta uma aparência melhor, especialmente os que tem a malha mais fina. Contudo, creio que a aparência final dependerá muito da expertise do aplicador.

A malha fina do grafiato é melhor?

Creio que para a maioria dos casos ela seja mais indicada. A malha muito grossa deixa marcas muito profundas e marcantes na parede, sendo visível de longe. Não sei se todos pensam ou veem da mesma forma, mas eu tenho a impressão que ficou com acabamento imperfeito e de fato é mais fácil ver as imperfeições e diferenças de aplicações. A malha fina é mais sutil e mesmo que haja pequenas imperfeições, elas só serão visíveis de bem perto.

As texturas são iguais?

Não. Diferente do grafiato que muda de acordo com a malha, no caso da textura é possível alcançar resultados diferentes mudando a forma de aplicação. A massa vai ser a mesma para todos os casos, mas as formas de aplicar podem ser diversas. A forma mais comum é com o rolo tradicional, mas há outros tipos de rolos que fazem desenhos diferentes e ainda pode ser feito a aplicação sem rolo usando outras formas mais artísticas.

Veja aqui vários exemplos

Que alternativa eu tenho a eles?

Pode ser feito a aplicação de massa corrida externa ou massa acrílica que dá um acabamento lisinho na parede, a exemplo do que acontece na parte interna ou pode deixar apenas no reboco, que não é muito recomendado, principalmente na área frontal da casa.

Deixe uma resposta

© 2012-2017 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade