Dicas e informações sobre casa e construção

Diferenças e vantagens do fogão a gás, a lenha ou elétrico

Você sabe quais são as diferenças e vantagens entre fogão a lenha, a gás ou elétrico? Veja esta análise comparativa entre os vários modelos.

Falando em história, o fogão a lenha é o mais antigo, onde começamos a engatinhar na arte da culinária. Depois vieram os fogões a gás, e os modelos foram evoluindo ao longo do tempo. Os modelos mais modernos são os fogões elétricos, que também são bem variados e oferecem muitas vantagens a quem utiliza.

Vamos ver as diferenças e vantagens de cada um? E vamos falar das desvantagens também, pois ajudam muito na hora da escolha.

Fogões a lenha

Para começar, os antigos (mas ainda muito úteis!) fogões à lenha. No início eram improvisados com pedras, depois passaram a ser construídos em alvenaria até evoluírem para modelos móveis, feitos de ferro.

Desvantagens

É comum a imagem do fogão a lenha na casa da avó, durante as férias. Mas hoje em dia as avós não usam mais esse tipo de fogão, pelo contrário, optaram por uma vida mais prática com as vantagens da modernidade. Isso por que eles apresentam algumas desvantagens, como:

  • Ocupam mais espaço: embora os fogões de ferro ocupem menos espaço que os de alvenaria, ainda existem os apetrechos e o material necessário para fazer o fogo;
  • Dão mais trabalho para limpar e manter, inclusive o ambiente onde ficam;
  • Precisam de panelas mais pesadas e muitas vezes mais caras, que são mais trabalhosas de manter;
  • Funcionam a base de combustão de materiais como lenha ou carvão e por isso geram muita fumaça. A fumaça pode ser um poluente gerando gases de efeito estufa (GEE) e também gerar problemas de saúde (respiratórios) nas pessoas que usam ou que convivem no ambiente;
  • Além de não ser muito correto, ecologicamente falando, já que a maioria que ainda usa (por necessidade ou por gosto) não se preocupa muito com a preservação da natureza.

Vantagens

Mas fogão a lenha também tem suas vantagens:

  • Para quem mora em locais mais frios ou onde faz frio no inverno, são ótimos aquecedores de ambientes;
  • O ato de cozinhar é agradável, geralmente reúne a família aos amigos e ao redor, e eles são muito versáteis, servindo como chapa, forno de pizza e pão e até como churrasqueira também;
  • A comida fica muito mais gostosa, o que faz com que muitas pessoas ainda optem em manter esse tipo de fogão.

Mas o fogão a lenha tem um charme todo especial. E hoje já existem formas mais ecológicas para você construir o seu ou adquirir sob medida. O “Ecofogão”, como é chamado, além de economizar lenha (que também deve ser obtida de forma ecológica), não fazem tanta sujeira e nem fumaça e são mais fáceis de manter. Mas, embora mais duradouros, são mais caros do que um fogão a gás.

Fogões a gás

Os fogões a gás inicialmente eram feitos de um material chamado ágata e eram mais resistentes. Hoje em dia são feitos de materiais que variam dos menos aos mais resistentes (como os de inox). Além disso, existem muitos modelos diferentes desde os de 2 bocas a 6 bocas, com ou sem forno embutido. E você ainda pode comprar com a opção Bujão de gás ou gás encanado (fique atento a esse detalhe na hora da compra, para não ter que converter depois).

Desvantagens

As desvantagens desse fogão é que ele precisa do gás para funcionar e, dependendo do tamanho da sua família ou da frequência com que cozinha, os custos podem ser bem altos. Além disso, demanda muitos cuidados com segurança, já que usa um combustível altamente inflamável. Alguns materiais tornam o fogão muito mais frágil e sujeitos a ferrugem, principalmente para quem mora próximo ao mar.

Vantagens

As vantagens é que é leve, portátil, fácil de mudar de lugar e instalar, mais higiênico e não suja o ambiente e é mais barato. Utiliza um combustível obtido de fontes renováveis e que eliminam poucos gases de efeito estufa (GEE).

Fogões elétricos

Mas o campeão da modernidade são os fogões elétricos, também conhecidos como Cooktops. Existem dois tipos: os que utilizam eletricidade e os que funcionam por indução eletromagnética. Eles são bem diferentes dos fogões a lenha e a gás, pois são mais finos e ocupam pouco espaço. Suas “bocas” são planas e demandam tipos específicos de panela.

Esses fogões possuem uma série de desvantagens:

  • Os modelos: A maioria dos modelos das marcas oferecidas no mercado não vem com forno embutido. E a escolha por esse tipo de fogão, que já é mais caro que um fogão a gás convencional, fica ainda mais dispendiosa já que será necessário também adquirir um forno. Além disso, você vai ter que ter alguma superfície para que ele seja utilizado em sua cozinha, gerando custo de instalação;
  • Os dois tipos trabalham com panelas específicas como as de aço, as de inox que possuem várias camadas no fundo e as de ferro fundido. Todas devem ter fundo plano e em geral são muito mais caras;
  • Falando dos elétricos que funcionam com eletricidade: Utilizam resistência (como os chuveiros elétricos) e por isso consomem muita energia, aumentando o custo de utilização; Aquecem muito rápido e muito intensamente, demorando muito para esfriar, o que pode ser perigoso para quem tem criança em casa;
  • O tipo que funciona por impulso eletromagnético também precisa de energia e gera um custo com eletricidade, embora menor que o outro tipo. Eles demoram muito para aquecer e esfriam muito rápido também, o que não é muito prático na hora de cozinhar.

Não existem muitas vantagens. A maior vantagem do fogão elétrico, mas o tipo que funciona com impulso eletromagnético, é que só a panela esquenta (por isso deve ser de um material especial) e não a boca do fogão. Isso diminui muito o risco de queimaduras, principalmente para as crianças. Para quem tem pouco espaço na cozinha ou cozinha muito pouco, os modelos com uma boca só são muito úteis.

Então, na minha opinião, se quiser optar por um fogão que seja mais prático, menos prejudicial ao meio ambiente e eficiente na hora de preparar a comida, prefira o fogão a gás. Além de ser mais barato que os fogões elétricos, cozinham mais rápido, permitem uma melhor graduação do fogo e com isso o controle do aquecimento no preparo dos alimentos.

No ranking, o melhor é o a gás, o mais charmoso é o a lenha e o pior é o fogão elétrico (do tipo que funciona com eletricidade). Para um uso ocasional, o fogão elétrico por impulso eletromagnético tem suas vantagens, já que não esquenta e não há risco de se queimar (no fogão, na panela sim!).

© 2012-2017 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade