Dicas e informações sobre casa e construção

Financiamento habitacional para autônomos. Dicas e sugestões

Se uma pessoa é um trabalhador autônomo e não tem salário, como ele irá comprovar renda junto ao banco ou a Caixa para fazer um financiamento habitacional. Quais as dicas e sugestões?

Comprar uma casa, apartamento ou outro tipo de imóvel financiado é para muitos a única saída, uma vez que nem todas as pessoas tem dinheiro suficiente para comprar e pagar a vista o imóvel que precisa. Mas quando uma pessoa recorre a um banco como a Caixa para pedir um financiamento de imóveis é necessário que entre outras coisas, ele comprove a capacidade de pagamento, em outras palavras que tenha comprovante de renda e isto normalmente é feito com o holerite para quem trabalha com carteira registrada. Mas como fica a situação dos autônomos?

Autônomo

Autônomo é o nome que se dá a uma pessoa que trabalha por conta própria, isto é, que não tem patrão e não tem carteira assinada com uma empresa ou organização qualquer. Há muitos tipos de profissionais autônomos no Brasil, como vendedores ou representantes comerciais, profissionais liberais, pedreiros, pintores e profissionais da construção civil, cabeleireira, entre tantos outros exemplos.

Financiamento para autônomos

Se essas pessoas trabalham por conta própria e não tem salário formal, como irão comprovar que tem capacidade de pagamento e renda? Bem, o fato de uma pessoa não ter carteira assinada e não ser assalariado não significa que ela não possa comprovar sua renda, pois há outras maneiras de fazer isso.

Imposto de renda

A forma mais comum e recomendável é o uso da declaração do imposto de renda de pessoa física, afinal ele é a melhor forma de comprovar renda, uma vez que você já declarou para o fisco que tem determinado rendimento. Mas a declaração de imposto de renda geralmente é feita em março ou abril e se você for financiar em dezembro ou janeiro, por exemplo , pode ser que o banco venha solicitar outro comprovante mais atual. Neste caso você poderá usar o próprio extrato bancário ou solicitar ema declaração do seu contador, bem como o pró-labore que é uma retirada mensal que empresários fazem em casos de empresas autônomas ou sociedade.

Sempre haverá uma saída

Se você trabalha como autônomo e tem rendimento, basta analisar como poderá comprovar sua renda. Contudo é preciso ficar atento a informalidade, pois se você não movimenta sua renda no banco, não declara no Imposto de renda, sem tem suas atividades documentadas, ficará difícil comprovar seus rendimentos. Em casos assim, o melhor é partir primeiro para a formalidade a fim de encontrar uma saída para apresentar documentos à Caixa para provar que tem capacidade de pagamento, mesmo como autônomo.

Taxa de juros

A taxa de juros não atrelado ao tipo de comprovação de renda, nem ao fato de uma pessoa ser assalariada ou autônomo, na verdade ela pode ser maior ou menor de acordo com a renda comprovada e neste caso parece que quanto mais alta for a renda, maior é a taxa de juros. Outro fator que pode modificá-la também é o tipo de relacionamento que você tem como o banco, neste caso, clientes com melhores relacionamento conseguem taxas mais em conta.

Valor da prestação e renda

A renda comprovada é um item importante para a determinação do valor máximo da prestação, já que esta não pode exceder 30% do valor da renda familiar comprovada. Logo, quando maior for a renda, maior poderá ser a prestação e consequentemente maior o valor que você poderá obter do banco.

Gostou? Compartilhe



© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade