Dicas e informações sobre casa e construção

Tira dúvidas de financiamento imobiliário. Veja as dicas

Diferença entre financiamento e consórcio, tabela price e sac, valor ideal para entrada no financiamento, etc. Tira dúvidas de um consultor financeiro para financiamento imobiliário.

Comprar a casa própria é um sonho e uma necessidade para a maioria das pessoas, mas para muita gente a compra depende do financiamento imobiliário já que muitos não dispõem do dinheiro necessário para pagar a vista uma casa ou apartamento. Nesta hora surgem muitas dúvidas a respeito do financiamento imobiliário, de como ele funciona de qual a melhor maneira entrar em um financiamento de longo prazo como é o caso de imóveis. O vídeo abaixo traz uma entrevista com um consultor financeiro que mostra alguns cenários e dicas úteis para pessoas que pretendem financiar imóvel e tem algumas dúvidas a respeito deste procedimento. Veja o vídeo abaixo:

Alguns pontos destacados no vídeo são:

A diferença entre financiamento e consórcio. Embora o consultor mostre que o consórcio é mais vantajoso financeiramente, é preciso analisar bem esta questão, pois o consórcio apesar de não ter juros, ele tem uma taxa de administração que pesa bastante no valor final.

Diferença entre tabela price e sac, ambas usadas em financiamento, sendo a primeira para prestações fixas e a segunda para prestações decrescentes.

Valor ideal para entrada no financiamento. Este é um ponto bastante interessante e segundo o consultor o ideal é dar de 30% a 40% de entrada e financiar o restante, contrastando com a ideia de financiar 100% do imóvel. Esta justificativa é bastante lógica, pois quanto maior a entrada do financiamento, menor será o montante financiado e consequentemente menor será a prestação.

Minhas dicas:

  • Além de tudo que foi mostrado no vídeo, temos de considerar ainda outras dicas, como:
  • Você deverá reservar 5% do valor do imóvel para pagar as taxas, escritura e registro do imóvel.
  • Invariavelmente uma casa ou apartamento requer algum tipo de reforma, adaptação ou acabamento antes de mudar, então é importante considerar isso também.
  • A taxa de juros que você irá pagar influencia muito no valor da prestação, então todo desconto possível que você conseguir na taxa de juros é muito bem vinda. A Caixa, por exemplo, tem algumas alternativas onde você pode conseguir taxas mais baixas colocando a prestação em débito automático e melhorando o relacionamento com o banco.

Vantagens do consórcio

  1. Nenhum capital é necessário para criar um consórcio.
  2. Facilidade de formação, nenhum procedimento formal precisa ser seguido.
  3. É fácil terminar porque pode ser configurado para expirar em uma data específica e acontecer de um evento sem quaisquer requisitos formais.
  4. É fácil terminar, pode ser definido para expirar em uma determinada data ou na ocorrência de certos eventos sem os requisitos formais necessários no caso de dissolução de uma corporação.
  5. Os membros individuais estão sujeitos a impostos e não ao consórcio.

Desvantagens do consórcio

  1. Um membro do consórcio não pode restringir ou limitar sua responsabilidade.Os membros podem até ser responsabilizados por terceiros pelo não cumprimento de outros membros do consórcio ou pelas dívidas de tais membros incorridos na realização do projeto comum.
  2. Terceiros freqüentemente acham difícil firmar contrato com uma entidade não legal como um consórcio.Por ser uma entidade não jurídica,o financiamento também está normalmente disponível apenas para os membros individuais e não para o próprio consórcio.Por isso, torna-se difícil manter relações externas e financiamento.
  3. A falta de uma estrutura permanente dificulta que um consórcio estabeleça relações comerciais de longo prazo com terceiros.

Fonte:

https://www.simplic.com.br/blog/como-funciona-um-consorcio-confira-vantagens-e-desvantagens/

Gostou? Compartilhe



© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade