Dicas e informações sobre casa e construção

8 erros que não se deve cometer na Reformas de casa

Veja uma lista de oito erros comuns que você pode evitar ao planejar e executar a reforma da sua casa. Essa lista é baseada na minha experiência com a construção e reformas de casas.

Errar é humano, diz o velho ditado. Constantemente estamos errando e muito do que fazemos visa consertar erros do passado. Contudo evitar erros é um desejo antigo também e não é a toa que empresas e organizações investem muito tempo e dinheiro na qualificação de profissionais, na elaboração de processos mais eficazes, bem como em estratégias que possam identificar e corrigir erros.

Ao reformar uma casa não estamos imunes a eles, mas ter no mínimo boas informações de como evitá-los já é um bom começo. Como já construí duas casas e reformei duas, penso ter alguma experiência no assunto.

Com isso desejo compartilhar uma lista de erros que você pode evitar ao reformar sua casa. Se eu fosse reformar novamente, certamente ficaria atentos a eles.

checklist planejamento

1. Não planejar

A falta de planejamento é um problema geral e se aplica a muitas outras áreas, aqui não é diferente. Planejar é antes de tudo pensar no que precisa ser feito, anotar, organizar, revisar e finalmente tomar as decisões sobre o que deverá ser feito, quando e como será executado.

Um bom exemplo disso são as tomadas de energia elétrica. Quando eu construí tive o cuidado de colocar bastante tomadas, mas foi só depois no dia-a-dia que percebi que havia tomadas que eu não usava, enquanto que em outros locais faltava. Anotei isso ao longo do tempo enquanto morava e usava a casa.

Então, um planejamento pode ser feito de forma gradativa, na medida em que usa a casa, observe o funcionamento dela e vá anotando as deficiências, assim, quando decidir reformar, já terá uma lista do que deverá ser feito.

2. Ter pressa na conclusão

A pressa é inimiga da perfeição, diz outro antigo ditado popular. O ditado é bastante verídico e trabalhar com um cronograma muito apertado para reformar uma casa pode ser um problema.

Existem etapas que não podem ser atropeladas, além do mais você dependerá da agenda de outros profissionais que você gostaria que trabalhasse na sua obra.

Minha sugestão para evitar este erro é elaborar um cronograma de obras mais folgado, permitindo assim que você consiga acompanhar bem e de perto os trabalhos e que possa validar o que foi feito, antes de iniciar a etapa seguinte.

3. Não acompanhar de perto

Como já antecipei no tópico anterior, é necessário acompanhar de perto os trabalhos da reforma. Tome nota e leve bastante a sério o último parágrafo do tópico anterior.

Temos o hábito de confiar demais e isto pode ser problema, pois as pessoas são falhas, assim como nós e a melhor coisa a fazer é validar o que foi feito, testar e certificar que que está como o esperado.

Faça visitas diárias e se puder acompanhe o dia todo. Converse com os profissionais e procure entender bem o que está sendo feito e como está sendo feito.

4. Fazer tudo ao mesmo tempo

Quando fui reformar minha casa, cometi este erro que querer fazer muita coisa ao mesmo tempo e contratei uma equipe que trabalha desta forma, ou seja, enquanto uma parte faz uma coisa a outra já está executando outra tarefa paralela.

Isto é bom em termos de produtividade ou quando você quer fazer a obra bem rápido, mas não é bom em termos de qualidade e dificulta muito o acompanhamento.

Minha sugestão é fazer uma coisa de cada vez, pois assim você só passa para a etapa seguinte, quando a anterior estiver de fato concluída, testada e validada.

5. Não conhecer o serviço dos profissionais

Antes de contratar alguém é bom conhecer o seu trabalho, afinal, numa reforma muita gente vem trabalhar na sua casa. São pintores, pedreiros, jardineiros, eletricistas, etc.

Se você não os conhece, procure saber onde eles fizeram trabalhos e vejam o resultado. Há muita gente boa no mercado, mas há alguns que deixam a desejar.

Visitar obras prontas é uma prática que pode ser bem vinda para que você possa avaliar melhor o trabalho deles, afinal, o resultado do trabalho é o melhor cartão de visitas.

6. Não pegar orçamento

As vezes contratamos alguém conhecido ou mesmo pedimos para alguém fazer algum serviço sem antes consultar o quanto ele irá cobrar ou quanto você irá gastar com aquele serviço. Só depois de pronto é que descobrimos o erro.

Aconteceu comigo, pois chamei um eletricista conhecido e ele nem quis dar o orçamento, então julguei que era um serviço simples e de fato era, mas depois quando ele mandou a conta, fiquei assustado com o valor.

As vezes é comum misturarmos amizade com trabalho e isto muitas vezes não dá certo. O ideal é você agir de maneira profissional, solicitando orçamento, discutindo o que vai ser feito e como vai ser feito e para os trabalhos maiores, o ideal é ter um contrato que estabeleça as obrigações e direitos de cada um. Isto pode evitar muitas dores de cabeça.

7. Comprar o mais barato

Como diz outro velho ditado, o barato sai caro. As vezes sai mesmo.

Procure planejar bem a reforma, inclusive na questão financeira e veja se você pode pagar por aquilo que pretende fazer. Evite trabalhar com um orçamento muito apertado e ser obrigado a ir pelo mais barato.

Não estou afirmando que todos os produtos mais baratos são ruins, mais é uma característica bem comum e um conceito largamente conhecido de que a qualidade custa caro.

Para a maioria dos casos o que vale a pena é um meio termo, onde você consiga bons preços, por produtos pelo menos confiáveis.

Eu recomendo que você namore um pouco a reforma antes de iniciar a obra propriamente dita. Com isto quero dizer que o ideal é visitar lojas de materiais de construção, especialmente as grandes lojas, em busca de promoções e também para conhecer melhor as alternativas de produtos que você pode usar. A informação é algo valioso em todas as coisas e não é diferente na construção e reforma de casas.

8. Ser perfeccionista demais

Por fim a dica é não exigir demais. Se você for muito exigente pode arrumar muitos problemas e sofrer desnecessariamente. Claro que queremos que as coisas sejam feitas com qualidade e é justo esperar isto, mas tenha em mente que nem tudo ira ocorrer como esperamos.

Assim, ser maleável em questões não fundamentais podem tornar mais tranquilo a maneira de administrar sua reforma e evita sofrimento desnecessário. Nem tudo vai sair como você queria e se você estiver ciente disso e disposto a aceitar, tudo poderá ficar mais fácil.

Eu mesmo já tive muitos problemas com construção e reforma por não aceitar certas circunstâncias que são bem inevitáveis e que podem ser digeridas na maioria dos casos.

Pense nisso. Boa reforma.

Gostou? Compartilhe




© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade