Dicas e informações sobre casa e construção

Tipos de extintores de incêndio e seu uso em residências

Conheça os vários tipos de extintores de incêndio, como os de água, de espuma mecânica, de halogenados (halon), de dióxido de carbono (CO2) de pó químico BC, D, K e ABC. Saiba onde cada um deles pode ser usado.

Incêndio é fogo fora de controle, esta é a melhor definição para incêndio. Quando o fogo está sob controle não há com que se preocupar, mas quando foge o controle ou quando ele surge em momentos e locais onde não deveria existir é necessário entrar com o uso de um extintor de incêndio.

Quais os tipos de extintores existem? Veja abaixo a relação deles, sua respectiva classificação e quando cada um deles deve ser usado, seja em casa, no carro, na empresa ou em outro ambiente qualquer.

Extintor de incêndio

Extintor de água

Como o nome diz, eles são extintores que possuem água potável pressurizada dentro dele. Ele deve ser usado para apagar incêndios com fogos do tipo A, que são os causados pelas madeiras, papéis, tecidos, algodões e outros materiais parecidos. Ele ajuda a resfriar e abafar o fogo devido a sua capacidade de vaporização no ambiente.

Extintor de espuma mecânica

Ele possui dentro de si uma espuma mecânica que é feita por uma espécie de detergente concentrado, chamado LGE. Quando essa espuma é lançada para fora e se mistura com a água e o ar, acontece uma espécie de choque mecânico com a saída dela, formando uma espuma. Essa espuma forma um tipo de película em cima do fogo, abafando e resfriando, combatendo a chama.

Devido a isso, esse extintor é mais indicado para apagar os incêndios na categoria classe B, que são causados por gases e líquidos inflamáveis. Ele resfria o ambiente rapidamente, por causa do seu efeito manta, o que impede que o incêndio se propague ainda mais.

Porém, ele também pode ser usado para combater da classe A.

Extintor de halogenados (halon)

O extintor que possui carga halogenada para a reação em cadeia do fogo e abafa, evitando que ele se propague. Ele não prejudica os equipamentos eletroeletrônicos que são sensíveis a elementos como a água.

Pelas suas características, ele é indicado para incêndios que possui diferentes causas ao mesmo tempo. Esse tipo pode ser usado para os incêndios do tipo A, B e C. Dessa forma, ele ajuda a apagar chamas em matérias sólidas comuns, causados por líquidos e sólidos inflamáveis, e aqueles causados por causa das correntes eletrizadas.

Extintor de dióxido de carbono (CO2)

Esse age por meio do dióxido de carbono que faz o abafamento e o resfriamento das chamas. Ele não conduz a corrente elétrica, mas pode deixar o ambiente em chamas mais asfixiante. Assim, não deve ser utilizado em locais com pouco espaço.

Ele é recomendado para apagar incêndios caracterizados na classe C, em que há eletricidade envolvida. Ele também pode ser utilizado no combate de incêndios do tipo K que são causados por, por exemplo, óleos.

Extintor de pó químico BC

Com a carga, ele é indicado para os incêndios que se classificam na classe B e C, em que se encontram os líquidos, sólidos, gases inflamáveis e equipamentos elétricos. Ele é composto por bicarbonato de sódio, que age resfriando de forma bem rápida o calor e parando a reação de combustão no local. Ele não conduz corrente elétrica e, por isso, pode ser usado em chamas de classe C.

Extintor classe D

O extintor age por meio do cloreto de sódio e só pode ser utilizado para combater os incêndios caracterizados na classe D. Ele faz o isolamento do metal que está presente na atmosfera, impedindo que o fogo se alastre mais. Ele conta com um aplicador mais longo que pode alcançar onde está o incêndio com mais facilidade e segurança. Assim, a pessoa que está manejando o extintor não fica em contato com o gás exalado com as chamas.

Extintor classe K

O extintor classe K foi criado para fazer o combate dos incêndios da classe K. Ele atua para apagar o fogo causado por substâncias como o óleo de cozinha que são muito difíceis de combater. Ele é composto por elementos que têm como objetivo de produzirem reações químicas que diminuam o calor. A sua base é alcalina que cria uma espuma que abafa o fogo ao entrar em contato com a gordura saturada gerada pelo óleo em alta temperatura. Esse processo é chamado de saponificação e contém os gases exalados pelo ar.

Extintor de pó químico ABC

O extintor de pó químico ABC possui em seu interior uma composição química que se adapta ao ser lançada no ambiente, sendo indicado para o combate de incêndios causados pela queima em acidentes industriais, residenciais e comerciais. A base dele é monofosfato de amônia siliconizado que se derrete para se misturar com a superfície de materiais tipo A, impedindo que a chama se alastre. Ele abafa a reação de incêndios de classe B.

Gostou? Compartilhe




© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade