Dicas e informações sobre casa e construção

Como fazer o planejamento para a reforma de uma casa

Veja as dicas importantes para pessoas que pretendem reformar sua casa ou apartamento, com um guia passo-a-passo de como montar um bom planejamento para a obra.

A reforma de uma casa é uma tarefa bastante trabalhosa e só que já passou por ela pode compreender bem o que estou escrevendo, por isso e tentando facilitar todo o processo, um bom planejamento é de extrema importância.

Já fiz duas reformas, sendo a primeira mais simples e a última uma reforma grande onde pude compreender melhor os problemas e também a maneira de os solucionar, caso precisasse refazer o processo.

Assim, gostaria de oferecer algumas dicas para pessoas que estão pensando em reformar no sentido de como montar um planejamento que seja mais eficiente e pelo menos ajude a minimizar os erros na hora da execução da reforma.

checklist planejamento

Observação

O primeiro passo é a observação de como está a sua casa e as coisas que estão faltando ou que não funcionam como deveriam funcionar. O piso que está quebrado, uma tomada que não funciona, a porta que não fecha direito, a cor da parede que não atende mais ao seu conceito de estética e por ai vai.

Se você mora na casa é melhor ainda, pois nada melhor do que o dia-a-dia para nos mostrar o que está funcionando e o que poderia ser melhorado.

Toda essa observação pode ser de maneira casual ou pode ser intencional, ou seja, você pode tirar um momento para fazer um pente fino na casa a fim de identificar problemas ou possíveis melhorias, afinal, nem tudo a gente usa todos os dias e podem existir coisas a serem corrigidas que você nem notou ainda.

Este processo deve ser feito por todas as pessoas que moram na casa, afinal a observação de todos tende a trazer uma melhor compreensão.

Anotação

O segundo passo é anotar tudo isso, afinal de nada vale observar se não for feito o devido registro para recuperação posterior. Assim, minha recomendação é que você adote um método de anotação, como em um caderno próprio ou em meio digital, como o bloco de notas do seu celular.

Eu fiz isso durante um bom período que antecedeu a reforma da minha casa. Criei uma anotação no celular e constantemente quando observava alguma coisa relevante, incluía ali. Isto me ajudou muito a criar a lista de coisas que seriam incluídas na reforma e as que ficariam de fora naquele momento.

Ordenação

Na anotação do dia-a-dia não é necessário se preocupar com a ordem em que as coisas são colocadas, mas depois sim. Uma vez que você decidiu que chegou a hora de reformar, então é necessário pegar a lista que você fez e colocá-la em ordem.

Esta ordem deve obedecer algum critério como o que deve ser executado primeiro e depois os itens sequentes ou ainda por segmento. Este último é particularmente útil quando você precisar contratar diversos tipos de profissionais para executar a reforma da sua casa, como jardinagem, pintura, alvenaria, decoração, etc.

Na verdade você pode trabalhar com os dois critérios, ou seja, separar por segmento e depois em cada um deles colocar na devida ordem de execução.

Revisão

Após a ordenação é hora de fazer uma boa revisão do texto. Afinal, você pode considerar também os itens que serão inclusos na reforma e os que não serão. Na minha casa eu deixei pelo menos duas tarefas para o futuro, pois não dava para fazer agora.

Nesta hora é preciso pensar na verba financeira que você para a reforma e se é possível fazer tudo que foi anotado. Outros fatores como tempo para execução e as condições para a realização das obras devem ser consideradas.

Revise tudo e se necessário reorganize ou reordene novamente a fim de que você tenha certeza de que pode concluir o que está propondo. Lembre-se, que começar e não terminar é pior do que não fazer.

O próprio Jesus Cristo em seus ensinos mostrou isso. Dá olhada no livro do Evangelho de Lucas, no capítulo 14, dos versos 28 a 33.

Contratação

Depois de tudo anotado, revisado e organizado é hora de executar a reforma. Para isso, você precisará contratar as empresas ou os profissionais que farão o trabalho. Aqui, dependerá muito do tamanho da obra que pretende fazer, mas em geral é necessário observar a sua lista de tarefas para entender quem deverá contratar.

Também é muito importante conciliar as contratações a fim de que um profissional não atrapalhe o outro. Esta é uma das partes mais difíceis de fazer, afinal, você depende de disponibilidade deles e nem sempre se concilia bem.

Então, minha dica é ter um pouco de paciência e destinar um prazo maior para a reforma, assim, com um cronograma mais folgado você consegue negociar melhor e trabalhar com a agenda de cada um com mais facilidade.

Acompanhamento

Por fim e com a obra em andamento existe a extrema necessidade do acompanhamento ou do checklist, afinal, para que as coisas saiam como você planejou é importante verificar constantemente se isto está ocorrendo.

Na minha última experiência, as coisas saíram um pouco do eixo e em muitos momentos meu planejamento falhou. Não porque eu tenha errado no planejar, mas não temos controle de tudo e a reforma me mostrou que ela de fato pode ser problemática.

Então eu recomendaria você dedicar bastante tempo a esse acompanhamento, discutir diariamente com os profissionais o que vai ser feito, estar muito atendo aos fornecedores e ter paciência, muita paciência.

Conclusão

Fazendo isso, eu acredito que as coisas poderão ser mais tranquilas, muito embora não garanta que tudo irá dar certo. Cada reforma é única e portanto, difícil de definir uma receita que seja válida para todos os casos.

Mas planejar é preciso. Boa reforma.

Gostou? Compartilhe




© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade