Dicas e informações sobre casa e construção

Por que as pessoas reformam casas ou apartamentos?

Seja por mais espaço ou segurança, seja por conservação do imóvel ou para melhorar o conforto térmico e acústico, dentre outros. Veja 6 razões pelas quais as pessoas reformam.

A reforma de uma casa ou apartamento é sempre justificada por um bom motivo. Este não é o tipo de coisa que as pessoas fazem por impulso ou porque estão sem nada para fazer naquele momento. Isto porque, envolve um montante razoável de dinheiro, dedicação de tempo e esforço para tal empreitada.

Assim, sempre que alguém está reformando certamente houve uma boa razão que o levou a isso. Embora as razões podem ser diversas, creio que é possível encontrar algumas situações bem comuns que podem ser a causa da maioria das reformas.

Se é assim, vou listar 6 razões. Vamos a elas.

Reforma buscando adaptação

Quando uma pessoa compra uma casa ou apartamento é bem comum esperar que ele faça algum tipo de reforma. Aqui, a reforma não é fundamentada apenas no fato de ter de melhorar alguma coisa, mas sim de adaptar.

Pode ser que a pessoa que vendeu estava satisfeita com a condição do imóvel e não reformaria nada, mas o novo comprador tem outro olhar, outras necessidades e consequentemente vai querer ajustar algumas coisas no imóvel a fim de adaptá-lo a sua necessidade.

Teve um vizinho meu que vendeu uma casa, mas antes diz fez uma reforma, que segundo uma pessoa conhecida nossa, ficou impecável. Ele fez para ficar na casa, mas mudou de emprego e teve de mudar de cidade e assim vendeu a casa reformadíssima.

Sabe o que o novo proprietário fez antes de entrar nela? Pois é. Fiquei impressionado quando vi pessoas trabalhando na casa. Ainda que fosse pouca coisa, mas não deixa de ser uma reforma.

Quando uma pessoa compra um apartamento na planta, ele precisa terminar, pois o imóvel vem incompleto. Sem contar que muitos não gostam do acabamento que as construtoras fazer e optam por reformar.

Reforma buscando segurança

Problemas estruturais envolvem a segurança das pessoas e isto não pode ser adiado. É claro que é preciso entender a gravidade do problema, mas este é sempre um ponto de atenção e uma razão que certamente leva as pessoas a promover reformas.

Por problemas estruturais devemos entender:

  • Rachaduras em paredes ou na laje. (não trincas ou fissuras que são comuns, mas não oferecem risco)
  • Corrosão de pilastra, colunas ou outros módulos de sustentação
  • Cupins em madeiras de telhado e outras partes de sustentação da casa ou parte dela
  • Formigueiros gigantes próximos a parede da casa. Há casos em que eles geram enormes buracos e pode levar parte da parede a ceder e assim comprometer sua estrutura
  • Entre outros.

Reforma buscando funcionalidade

A funcionalidade de uma casa é muito importante, afinal dependemos de muita coisa dela para agilizar o nosso dia e proporcionar mais conforto na hora de fazer nossas atividades cotidianas.

Na lista das funcionalidades que devemos avaliar, se:

  • As tomadas estão no lugar certo e na quantidade certa
  • As portas de acesso permitem um acesso funcional e prático a todas as partes da casa
  • As janelas cumprem com seu papel de prover iluminação natural e ventilação em cada ambiente
  • Se o piso oferece segurança e facilidade de limpeza e uso
  • Se torneiras e chuveiros funcionam como se espera.
  • Se o escoamento de água de pias, vasos sanitários e ralos não está bloqueado
  • Se a iluminação artificial proporciona condições adequadas para o uso noturno da casa
  • Se o espaço é suficiente para comportar os móveis e demais eletroeletrônicos que você usa em casa
  • Entre outros

Quando a casa ou o apartamento apresenta problemas nessas e outras áreas funcionais, muitos optam por fazer uma reforma a fim de corrigir o que não está funcionando bem.

Reforma buscando conforto

O conforto ou a falta dele é um dos bons motivos que justificam muitas reformas. Neste caso podem incluir excesso de barulho, ambiente interno muito quente, cores inadequadas, problemas de acesso, iluminação ruim, dentre outros casos.

Reformar uma casa ou apartamento visando melhorar o conforto justifica bastante o investimento, especialmente no conforto térmico e acústico.

Reforma buscando conservação do imóvel

Por fim podemos dizer que existe a reforma visando a conservação do imóvel. Esta é a típica reforma de reposição, vamos assim dizer. Não é a reforma onde terá grandes mudanças no imóvel, mas apenas retocar aquilo que já existe.

Este é o caso de uma nova pintura de paredes, envernizar portas e janelas de madeira, manutenção no telhado e calhas, manutenção no jardim, remoção de infiltrações, entre outros.

Este tipo de reforma tende a melhorar a aparência do imóvel, bem como melhorar a vida útil dele.

Reforma buscando mais espaço

A família vai cresceu ou vai crescer. Quando a família cresce, normalmente cresce também a necessidade de reformas e adaptação da casa. Seja a construção de mais um quarto, a divisão de algum já existente ou mesmo trabalho de reforma com pintura e adequação de ambiente.

Mas também mesmo que a família não cresça numericamente, ela pode crescer em outro sentido e ele também gera situações que existem ou fornecem bons argumentos para promover a reforma.

Estou falando de quando os filhos crescem e as necessidades mudam. Aquele quarto infantil agora não atende mais as aspirações de um adolescente ou aquele quarto de adolescente que não serve mais para um jovem. Assim, reformas pontuais sempre são bem vindas para atender as novas demandas que ocorrem com esse crescimento das pessoas.

Gostou? Compartilhe




© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade