Dicas e informações sobre casa e construção

Churrasqueiras a carvão, alvenaria, a gás e elétricas

Conheça os vários modelos e exemplos de churrasqueiras móveis a carvão, alvenaria, a gás e elétricas. Veja os principais materiais usados, características e a aplicação de cada uma delas.

Um bom churrasco é parte vital da cultura gastronômica brasileira, basta sair nas ruas no final de semana para sentir o cheiro da carne assada nos vizinhos, bares, restaurantes, festas e assim por diante. Para assar a carne há vários tipos de churrasqueiras e neste artigo mostraremos os principais modelos usados no Brasil, como exemplos e imagens de cada um para você conhecer.

Churrasqueiras móveis a carvão

As churrasqueiras a carvão são as mais tradicionais no Brasil e creio que elas estejam presentes na maioria das casas brasileiras. Os modelos móveis são bastante comuns e podemos classificá-las em várias modalidades, isto de acordo com o material em que elas são feitas, bem como ao modelo:

  • Alumínio: É um material bom para churrasqueira e os modelos feito com tem bom resistência ao fogo e é leve para transportar e guardar. Veja aqui exemplos deste modelo.
  • Ferro: Também é comum encontrarmos modelos de churrasqueiras de ferro e elas podem ser bem duráveis, embora o ferro com o tempo sofra com a corrosão. Geralmente é muito pesada e pouco prática para a locomoção. Veja exemplos aqui.
  • Tambor: Uma das mais tradicionais é o modelo de tambor. Ela tem como vantagem o fato de poder fechar a churrasqueira o que a torna ideal para assar costelas ou carne em pedaços grandes, já que neste caso o ideal é assar mais devagar, contudo abafando o calor. Veja exemplos aqui.
  • Campana de caminhão: A campana de caminhão geralmente é adaptada para servir como churrasqueira e é bastante usada também. Tem como desvantagem o peso, mas pode ser ideal para locais onde não há necessidade de locomoção. Veja modelos aqui.
  • Inox: O inox é outro material muito bom para churrasqueira, uma vez que não enferruja e com isso tem boa durabilidade. Veja exemplos aqui.

Churrasqueiras de alvenaria

A churrasqueira de alvenaria é para muitos o modelo ideal. Ela tem inúmeras vantagens como o fato de ter uma chaminé que elimina a fumaça do ambiente, tem melhor concentração do calor, uma vez que é fechada e com isso se mantém aquecida de forma mais constante. Ainda devemos considerar que uma vez que ela é fixa, não tem o inconveniente de ficar locomovendo.

As churrasqueiras de alvenaria podem ser construídas de várias formas, sendo os modelos mais comuns os seguintes:

  • Tijolinho a vista e afunilada: Este é o modelo mais tradicional e ela é construída com uma base mais larga e afunila na parte superior para abrir a chaminé. Também é tradição usar tijolinho a vista, tornando-a mais rústica. Veja exemplos aqui.
  • Estilo gourmet ou quadrada. O estilo gourmet é o modelo mais moderno e já é bastante usado no Brasil. A diferença é que aqui ela é construída quadrada, sem o afunilamento, podendo inclusive ser embutida na parede. Também é mais comum fazer o acabamento dela ao invés de deixar os tijolinhos a vista. Normalmente ela é rebocada como uma parede normal e pintada com tinta especial que permite inclusive lavar. Este é o modelo usado em apartamentos também. Veja exemplos aqui.

Churrasqueiras a gás

A churrasqueira a gás lembra mais os modelos americanos, mas também temos aqui no Brasil aquelas tradicionais churrasqueiras que o pessoal usa para assar frango nos finais de semana em restaurantes, padarias, bares e outros locais com o intuito de vender. É a chamada “televisão de cachorro”.

Veja exemplos de churrasqueiras a gás.

Churrasqueiras elétricas

A churrasqueira elétrica é mais comum para o uso em cozinha e para situações mais cotidianas e simples. Geralmente elas são menores e usadas para atender pequenas demandas, como o almoço do dia a dia.

Veja exemplos de churrasqueiras elétricas aqui.

Churrasco no Brasil

O churrasco é uma das comidas mais preferidas pelos brasileiros, haja vista que ele é escolhido para ser feito em muitas ocasiões, como em festas de casamento e aniversários, confraternizações, encontro familiar no final de semana ou as vezes somente com as pessoas de casa mesmo.

Não há muito segredo: carvão, carne e sal grosso. Pronto.

Diferente do que ocorre em outras localidades, no Brasil os principais ingredientes do churrasco são:

  • Carne de boi: geralmente alcatra, contra-filé ou picanha. São assadas em formato de bife e leva apenas sal grosso para temperar.
  • Carne de frango: Geralmente tulipinha ou asinha. O tempero varia de acordo com o gosto.
  • Linguiça: Esta é outra que não pode faltar e o que não falta são opções. A mais comum é o tipo toscana, mas muitos gostam também de linguiça de frango e aquelas caseiras de porco.
  • Pão de alho: Este ingrediente não é muito antigo nos churrascos brasileiros, mas parece que veio para ficar. É muito bom, mas assar pão de alho é como ferver leite: não pode tirar o olho, senão queima.
  • Queijo coalho: O queijo coalho, a exemplo do pão de alho, exige mais cuidado para não queimar na churrasqueira, mas fica muito bom como acompanhante no churrasco.
  • Coração: Tem gente que gosta de coração de frango também, não é o meu caso, mas gosto não se discute.
  • Outros ingredientes: Eu já vi pessoas assar milho verde e fica muito bom, abacaxi também pode ser usado, bem como uma variedade de combinação de carnes para dar um tempero todo especial ao seu churrasco. O importante é ficar bom.

Gostou? Compartilhe




© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade