Dicas e informações sobre casa e construção

Pintar parede com grafiato ou textura é mais difícil?

Será que fazer pintura em uma parede que está com textura ou grafiato chega ser mais difícil do que uma parede lisa que tem apenas a massa corrida reboco? Veja algumas dicas de observações sobre pintura feita em cima de textura ou grafiato.

Fazer a pintura da parede de uma casa não é necessariamente uma tarefa muito difícil, especialmente se a parede tiver sido preparada com uso de massa corrida que deixa ela lisinha e com uma superfície bastante uniforme, facilitando muito a aplicação da tinta mesmo por pessoas que tenham pouca experiência com pintura imobiliária.

Textura e grafiato

Parede com garfiato

Mas existem casos em que ao invés de massa corrida as pessoas aplicam uma textura ou o grafiato que também é um tipo de textura e nesses casos a pintura poderá exigir mais detalhes e tornar o processo um pouquinho mais trabalhoso do que se ela tivesse apenas com a massa corrida. A razão para esta conclusão é bastante simples, quando você aplica a tinta sobre a massa corrida não há nenhuma resistência da parede uma vez que ela está lisinha e à sua superfície está bastante uniforme, mas no caso de textura é exatamente o oposto, ou seja, a textura ou grafiato gera na superfície um ambiente bastante irregular o que dificulta não só absorção da tinta, como também o processo de aplicação uma vez que você tem mais dificuldade de chegar a todas as partes da parede onde precisa receber a pintura.

É mais difícil ou não?

Não chega a ser algo muito difícil ou muito diferente, mas o que acontece é que você precisa dar um pouco mais de atenção a aplicação da tinta na textura e passar o rolo mais de uma vez no mesmo local para permitir que a tinta alcance todas as partes da parede. No caso do grafiato história não é diferente e pelo fato de me provocar aquelas ranhuras na parede, o rolop precisa estar bastante molhado para permitir que alcance as partes mais fundas que arranhou provocou.

Algumas características

Parede lixa com massa corrida

É bem fácil de pintar, pois não há irregularidades na superfície do reboco, o rolo desliza suavemente e a tinta fica muito uniforme. Se você estiver usando uma boa tinta, inclusive, a aplicação é bem tranquila e não há muita dificuldade em fazer. Lembrando que tintas mais claras são mais fáceis de aplicar, uma vez que pequenas imperfeições não irão aparecer. Já as tintas com tons escuros exigem mais atenção pelo fato de que qualquer imperfeição ficará evidente.

  • Ideal para paredes internas onde será aplicado tinta. A parede fica lisa e com boa qualidade final
  • Em paredes externas é possível, mas neste caso é necessário usar massa acrílica que indicada para áreas externas onde terá a incidência de umidade em função da chuva
  • Em paredes novas, pode ocorrer as famosas trincas ou fissuras que são comuns depois de um tempo.
  • Pode ser retocada quantas vezes for necessário, seja em função de correção de tricas e fissuras ou por manutenção na parede

Parede com textura

A textura é ótima para proteger a parede e não oferece muitas dificuldades para pintar, mas pelo fato dela formar uma superfície um pouco irregular, as vezes ao passar o rolo com a tinta, pode ser que não seja feito toda a cobertura que deveria, sendo necessário passar mais de uma vez, o que pode tornar o processo de pintura um pouco mais lento.

A textura gera uma camada bastante irregular e as partes mais profundas nem sempre são cobertas com a tinta, então é natural que se tenha mais cuidado quando passar o rolo e normalmente mais de uma vez.

  • Há vários tipos de texturas e portanto não estamos falando de um produto único
  • Muito indicada para áreas externas e paredes onde terá incidência de água da chuva.
  • Embora seja possível, é mais difícil fazer correção em textura, especialmente em alguns tipos de aplicações e desenhos
  • Quando necessário, ela pode ser removida. Existem alguns produtos que ajudar a soltar a textura da parede sem danificar o reboco

Parede com grafiato

No grafiato a situação é similar ao da textura, só que um pouco mais grave, especialmente para grafiatos com malha mais grossa onde são formados riscos bem profundos e portanto ao passar o rolo uma vez, as partes mais profundas dos riscos as vezes não são alcançadas pelo rolo. Então aqui é fato que exige mais dedicação para conseguir fazer uma boa pintura e consequentemente mais tempo também.

Normalmente a primeira demão não fica muito bom, pois em função da parede ter muitas saliências, algumas partes dela não fica totalmente coberta, logo é preciso caprichar bem a segunda camada para que fique uma pintura uniforme.

  • Existem várias gramaturas de grafiato, sendo algumas bem fininhas e outras mais grossas. A gramatura é na verdade o tamanho das pedrinhas que estão misturadas na massa.
  • Quanto maior a pedrinha, mais evidente será o risco na parede. As pedrinhas bem fininhas as vezes são chamadas de granfino que permitem desenhos e fissuras bem sutis.
  • É um dos produtos mais usados atualmente para dar acabamento em paredes, especialmente nas áreas externas de uma casa.
  • Quando necessário, o grafiato pode ser removido. Existem alguns produtos que ajudar a soltar a textura da parede sem danificar o reboco

Parede só com reboco

Este é outro caso comum também em alguns casos. Antigamente era comum rebocar a parede e pintar, mas hoje ainda existem alguns casos assim. É uma pintura mais complicada, pois será necessário aplicar um selador ou um preparador da parede antes de aplicar a tinta. Também a parede deve estar bem limpa, pois o reboco solta aquela areia que fica grudada.

  • Não é muito recomendado, pois fica sem acabamento e dá a impressão que a obra não terminou
  • Deixa a parede sem proteção contra umidade, batida da chuva, mofo e outros problemas
  • O reboco poe ir se soltando, especialmente quando ele sobre algum tipo de atrito
  • A parede pode se deteriorar com o tempo, especialmente se sofrer muito com umidade

Gostou? Compartilhe




© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade