Dicas e informações sobre casa e construção

Vale a pena ter piscina em casa? Acho que não. Veja o porquê

Veja a minha opinião e o fundamento dela acerca dos aspectos econômicos para a construção e manutenção de uma piscina em ambiente doméstico ou em casa.

Ter uma piscina em casa é um recurso que muitas pessoas gostariam de ter, afinal a imagem que temos de uma casa com uma piscina é sempre de um local muito agradável e ideal para se refrescar nos dias quentes.

Acredito que sejam raros os casos em que as pessoas não vejam com muito bons olhos o fato de alguém ter uma piscina privativa em sua casa para ser desfrutada com sua família e amigos. Este é um lado bastante romântico e positivo, que de fato não deixa de ser verdadeiro.

Mas será que ter uma piscina em casa é mesmo uma opção tão boa assim? Evidentemente que agora não estou me referindo ao benefício imediato que ela possa trazer, mas me refiro a questão financeira e de investimento. Em outras palavras, será que vale a pena investir dinheiro para construir uma piscina em casa?

Nas linhas abaixo, gostaria de expor a minha opinião a respeito do assunto e mostrar que ela não é tão favorável assim a ideia de se construir uma piscina em casa. Vejamos por quê.

Custo de construção

O custo de construção de uma piscina não é dos mais baixos, embora seja possível fazer com tamanhos menores e assim reduzir o custo, ainda assim o valor é considerado relativamente alto.

Quando eu construir a minha casa, eu tinha espaço suficiente para fazer uma boa piscina e até mandei fazer o projeto. Depois de pegar algumas cotações para a construção, acabei desistindo de fazer, ainda que momentaneamente com a intenção de retomar o projeto no futuro. Mas esse futuro ainda não chegou.

Custo de adequação do entorno

O segundo ponto que gostaria de considerar e ainda sobre a questão financeira e relacionado com a sua construção. Quando você faz um orçamento para construir uma piscina, normalmente está envolvido ali apenas a construção da piscina em si, mas na verdade a outros custos que precisam ser considerados.

Me refiro ao que eu chamo de entorno, que corresponde a adequação de todo espaço em volta da piscina, como calçamento, geralmente com pedra mineira que é linda, mas cara, criação de algum tipo de paisagismo, banheiro externo com chuveiro, cascata, iluminação, dentre outros elementos que normalmente fazem parte de uma área com piscina.

Não é preciso dizer que tudo isso custa bastante dinheiro, afinal em termos de construção quase tudo que você faz acaba tendo um gasto significativo.

Manutenção

Depois é preciso considerar os custos de manutenção que são ininterruptos. O tratamento da água da piscina precisa ser constante, usando-a ou não. Mesmo que você faça o tratamento, é preciso comprar produtos e dedicar um certo tempo para a manutenção dela.

Aqueles que não tem tempo ou não querem fazer, podem contratar pessoas especializadas em fazer esse tipo de trabalho, mas será um gasto mensal e constante. Em épocas de pouco uso é recomendado cobrir a piscina com uma lona para evitar acúmulo de sujeira. Com isso em mente é preciso levar em consideração esses gastos de manutenção para avaliar a sua viabilidade ou não.

Pouco uso

A esse ponto você deve estar considerando que eu estou olhando apenas o aspecto econômico e se agir dessa forma, praticamente não faríamos nada nessa vida, afinal, em tudo há custo envolvido.

Isto é verdade, realmente é preciso olhar o outro lado e ver o benefício que uma piscina poderia trazer para o conforto da família, especialmente nos meses mais quentes do ano.

O problema é que quando conversamos com pessoas que tem piscina em casa, muitos nos informam que usam muito pouco e isto é um fator bastante preocupante afinal se você fizer um investimento mas usar bastante, tudo bem, mas gastar bastante dinheiro para um item que você vai usar pouco ou quase nada, simplesmente não justifica.

Eu sei que existem pessoas que usam e ai é tranquilo, mas é grande a quantidade de pessoas que fizeram e agora recomendam: não faça. Tem até um provérbio popular que diz que com piscina, são duas alegrias: uma quando você faz e outra quando manda aterrar!

Vida útil

Por fim é preciso considerar o aspecto de vida útil dela, isto pode variar bastante dependendo do tipo de material que você utilizou, bem como da proposta da piscina. Os modelos mais comuns e mais baratos são aqueles que são revestidos com lona vinil, e estas precisam ser trocadas de tempo em tempo o que acaba sendo um custo adicional.

A questão da vida útil da piscina precisa ser considerada, uma vez que não é uma construção que você faz e que não precisa depois dar manutenção.

Alternativas

Quais alternativas uma pessoa então teria em termos de piscina, se ele optar por não fazer em casa?

Muita gente opta por fazer parte de um clube social onde pode usar não apenas a piscina do clube, mas outros espaços e serviços que são disponibilizados ali. Isto é bastante comum na maioria das médias e grandes cidades, sendo embora mais atrativo para pessoas de média ou alta renda.

Existem ainda tem diversas cidades, piscinas públicas que são criadas e mantidas pela prefeitura ou outros órgãos sociais. Nesses casos acaba sendo uma alternativa barata ou até gratuita, para aqueles que não tenho como pagar um clube social. Exemplo disso são os locais onde há o Sesc.

Mas se você insiste em ter uma piscina privativa, mas não quer fazer todo investimento de uma piscina convencional, poderá optar por um SPA que tem sido bastante usado por várias pessoas. O grande problema de ter um SPA em casa é que o custo dele é quase tão alto como de fazer uma piscina convencional, talvez a diferença seja que ele use um espaço muito menor e para muitos casos acaba sendo mais atrativo do que uma piscina convencional.

Tipos, modelo e aplicação

Na relação abaixo fiz um apanhado de modelos e tipos de piscinas, bem como daquilo que chamei acima de entorno dela, com dicas de iluminação, deck, cascata, paisagismo e todo o contexto da área de lazer.

Conclusão

A minha opinião, como pode ser observada acima é bem focada no aspecto econômico, mas não quero com isso interferir na sua decisão de construir ou não, creio que são dicas para se considerar, mas outros aspectos também devem ser levados em conta, como o benefício social que ela traz.

Gostou? Compartilhe




© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade