Dicas e informações sobre casa e construção

Financiamento imobiliário: Qual o melhor banco para fazer?

Quando o assunto é financiamento imobiliário, qual o melhor banco para fazer? Existem muitas diferenças entre as instituições financeiras para financiar imóveis?

Sem dúvida nenhuma essa é uma boa pergunta, afinal existem diversos bancos que fazem financiamento habitacional e conseguir a resposta de qual é o melhor deles para financiar não é nada fácil. Quando eu financiei a minha casa eu fiz pela caixa até aonde eu sei acredito que este seja o melhor banco para você financiar seu imóvel, seja ele casa, apartamento, terreno que o outro imóvel qualquer.

Caixa Econômica Federal

A Caixa Econômica Federal é o banco que mais financia imóveis no Brasil, primeiro que este banco é público, isto é, é um banco do governo federal e portanto ele acaba sendo mais atrativo. Normalmente os programas habitacionais do governo federal como é o caso do programa Minha Casa Minha Vida são financiadas a partir deste banco, embora outros também o façam.

Taxa de juros

A questão da taxa de juros que é um dos fatores mais importante na hora de você analisar em qual o banco irá financiar seu imóvel, deve pesar muito nessa questão e pelo menos na época em que eu financiei a caixa tinha as melhores condições para o financiamento.

Muitas pessoas podem não atentar muito para a questão da taxa de juros, mas em um financiamento de 42 anos qualquer diferença na taxa pode significar muito em termos de valor de prestação e consequentemente do valor final que você irá pagar no financiamento.

Como disse na época em que eu fizesse a pesquisa a melhor taxa de juros era da caixa, mas como cada banco tem liberdade de cobrar a taxa que quiser, o bom mesmo é você fazer uma boa pesquisa e descobrir se o seu banco ou outro banco consegue oferecer uma taxa mais atrativa.

Comparar através da taxa CET

Para saber qual a melhor taxa de juros é importante observar a taxa CET, Custo Efetivo Total. É uma taxa mais fidedigna já que traz a ideia do custo total com o financiamento, outras taxas às vezes acabam sendo mascaradas com mudanças de cálculo ou de bases de cálculo, por isso o banco central (BACEM) trouxe essa exigência para os contratos bancários, não somente os imobiliários.

Segundo o site do BACEM: "nela [a taxa CET] devem estar explícitos todos os custos adicionais eventualmente embutidos na operação (tarifas, seguros, ressarcimentos de despesas, serviços opcionais, etc.)".

A taxa CET vem obrigatoriamente nos contrato mas normalmente em letras pequenas nos contratos, e os gerentes de banco não gostam muito de tocar no assunto, mas ao escolher o financiamento preste atenção neste item.

Burocracia

Acho que nesse aspecto não tem banco melhor nem pior, afinal todos têm a sua burocracia para aprovação de um financiamento e consequentemente não há muito o que escolher neste caso.

De novo eu acredito que a caixa tenha melhores condições pelo fato dela ser um banco que mais financia, mas o processo de aprovação deve seguir mais ou menos o mesmo padrão e neste caso não acredito que haja muita diferença de um banco para outro.

O que devo considerar para fazer uma boa escolha?

O melhor banco para financiamento depende muito de:

  • Taxa de juros oferecida pelo banco: Os bancos públicos ( Federais e Estaduais) e as cooperativas de crédito normalmente tem uma taxa mais atraente para quem tem renda considerada até classe média, a partir daí as taxas sobem substancialmente.
  • Relacionamento do cliente com o banco: Tanto bancos públicos como privados com quem o interessado mantenha contato podem trazer propostas mais interessantes para o que procura um financiamento, ter um bom Score (número que leva em conta históricos de pagamento, SPC e Serasa) e um relacionamento a mais tempo com o banco pode trazer boas opções para o financiamento.
  • Faixa de renda: Aqui é interessante, normalmente até classe média dificilmente um banco privado supera um banco público em taxas, já que os bancos públicos tem a função social de fomentar a habitação e não apenas gerar lucros.

Dicas importantes.

  1. Lembre-se que um financiamento habitacional pode levar 25 anos para ser completamente pago, então preste atenção nas taxas e nas escolhas.
  2. Converse sempre com os familiares que morarão na casa antes de escolhe-la pois a casa é um bem caro e mais difícil de ser alterado.
  3. Preste atenção a construtora e aos materiais utilizados. Com o "bum" de financiamentos surgiram muitas construtoras e algumas sem experiência ou mal intencionadas, por isso preste atenção em itens como: materiais de construção, estruturas e fundação. Afinal de contas não dá para mudar isto depois da casa estar pronta.

 

REFERÊNCIAS

Artigo BACEN. FAQ - Custo Efetivo Total (CET). Acesso em 7/8/19. Link.

PUCCINI, Abelardo de Lima. Matemática financeira. São Paulo: Saraiva, 2001. Acesso em 7/8/19. Link.

 

Onde posso saber mais?

A nova política nacional de habitação.  Acesso em 7/8/19. Link.

As armadilhas do pacote habitacional.  Acesso em 7/8/19. Link.

O Banco Nacional de Habitação e o Programa Minha Casa Minha Vida: duas políticas habitacionais e uma mesma lógica locacional. Acesso em 7/8/19. Link.

 

Gostou? Compartilhe



© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade