Qual o valor da mão de obra para fazer um muro de uma casa?

Veja os detalhes da mão de obra e o custo por metro linear e metro quadrado para a construção do muro de uma casa. Baseado em uma construção real e com valores reais.

Um dos itens que mais pesa na construção de uma casa é o custo com a mão de obra, que além de ser difícil de encontrar, quando encontra o custo é alto e onera bastante o montante final que você gasta para construir uma casa qualquer. Um bom exemplo é a construção de um muro, peça fundamental em qualquer terreno para a fatura construção de uma casa.

Eu acabei de fazer a construção do muro em terreno o que pretendo construir uma casa confesso que o valor final na obra ficou um pouco acima do que eu imaginava que o custo da mão de obra certamente foi um dos itens que mais impactou. Inicialmente o pedreiro havia me passado os seguintes valores referente a mão de obra para a construção:

O custo por metro linear é referente ao alicerce e o custo por metro quadrado é construção do muro em si, ou seja, o que vem depois do alicerce. Por que a diferença? Metro linear é o mesmo que em linha, no caso do alicerce conta apenas a construção do comprimento dele, já o muro você considera o comprimento e a altura. No meu caso ficou assim:

Laterais direita e esquerda: 25,5 metros lineares cada um e 10 metros lineares no fundo. A frente não foi murada.

Então ficou assim 61 metros lineares e 122 metros quadrados, já que o muro ficou com uma altura de 2 m/2.

Calculando o custo da mão de obra teremos:

Sem contar o reboco e o chapisco o custo da mão de obra para o muro foi de R$ 40,00 o metro quadrado. Devo admitir que o trabalho ficou excelente e a execução em tempo hábil.

Esses valores são de 2013 no interior de São Paulo. Creio que poderá haver boa variação de acordo como a região do país ou até a época do ano.

Reboco e chapisco

Como o muro precisou ser chapiscado, já que o reboco vai ficar para o final, houve ainda um custo de R$ 5,00 por metro, embora eu tenha pago apenas a metade, por conta de outro fator.

Fatores que podem interferir no valor da mão de obra

Há vários fatores que podem favorecer ou aumentar o valor que os pedreiros cobram para executar a construção de um muro. Dentre eles destaco os seguintes:

Muro de arrimo

Este tipo de muro, também conhecido com muro de sustentação precisa ser mais robusto, ter um alicerce mais forte, colunas mais resistentes e usar materiais estruturais, como tijolinho ou bloco de concreto. Em casos como esse o valor cobrado para execução de um muro geralmente é maior.

Aliás, ao comprar um terreno é muito importante levar em conta a topografia dele, pois se houver necessidade de muro muito alto, o custo para o nivelamento do terreno pode subir bastante, pois neste caso, além da mão de obra terá muitos materiais envolvidos, como terra para preencher.

Tipo de material

Fazer um muro com lajota demanda um tempo, com tijolinho demando outro tempo. Certamente o pedreiro irá avaliar este aspecto e outros para saber se o material usado ajudará ou não. Lembrando que este tipo de serviço, tem o seu preço calculado em tempo gasto para a execução, logo, se um material tende a levar mais tempo para construir com ele, o preço pode se elevar também.

Se o desnível for muito acentuado e houver a necessidade de muro muito alto, a quantidade de ferro e concreto poderá encarecer bastante também.

Tipo de acabamento

Fazer o muro, chapiscar e rebocar é uma coisa, se precisar de acabamento diferenciado, o preço também aumenta. Muitos colocam pedra aparente, fazem acabamento com massa e texturas diversas, entre outros.

Alguns tipos de materiais como o bloco estrutural não requer acabamento e por isso ele é muito usado em muros de condomínios, escolas e outros espaços grandes. Esta é uma estratégia para tentar economizar no acabamento.

Dicas:

Muro de separação

Antes de contratar um profissional para a construção do muro, peça para ele especificar o que está incluso em termos de mão de obra, pois no meu caso eu ela minha inexperiência imaginei no início que o reboco estivesse incluso no valor do m/2 da mão de obra, mas não está;

Veja outros trabalhos que este profissional tenha feito para assegurar que a qualidade é satisfatória. Esta é a maneira mais adequada para avaliar se vale a pena contratar um pedreiro ou mestre de obras. Ao avaliar as obras que ele fez, você consegue concluir se a qualidade aplicada ali é satisfatória para o seu caso;

Faça um contrato ou documente tudo que for combinado. Isto é importante, pois este negócio de conversar e não documentar é problemático e causa muitos desacordos. Ao documentar, mesmo que no futuro o pedreiro venha a pedir mais dinheiro pela execução do trabalho, você terá como provar que o valor combinado foi outro;

Acompanhe a execução do trabalho. Este é um ponto também importante e que exige realmente dedicação de quem está construindo. Há bons profissionais no mercado e com boas intenções, mas nem sempre o resultado sai conforme você esperava e por isso é importante acompanhar.

 


Deixe uma resposta





Casa Dicas // 2012-2016 // Deus seja Louvado | Política de Privacidade