Dicas e informações sobre casa e construção

Casas populares: como comprar uma casa barata e os cuidados

Encontre casas e apartamentos populares a venda e veja como proceder para comprar uma casa barata através de programas de financiamento habitacional como o MCMV da Caixa. Perguntas e respostas sobre os cuidados na hora de comprar, financiamentos e onde encontrá-las para comprar.

Você construiu recentemente? Quanto custou do m/2 da construção da sua casa? CLIQUE AQUI e informe

Ter uma casa própria, mais que um desejo é uma necessidade das famílias, afinal pagar aluguel a vida toda não é uma coisa que agrada a todos, primeiro pela instabilidade de morar onde não é seu e saber que a qualquer momento o proprietário poderá pedir o imóvel, depois porque os valores pagos são sem retorno. O melhor caminho então é buscar alternativas para a compra da casa própria.

A compra de uma casa é um dos negócios mais importantes, pois para a maioria das pessoas será o bem de maior valor que irão adquirir em toda a sua vida, sem contar que será o local de moradia sua e de sua família, logo a importância é redobrada neste sentido.

É comum quando vamos comprar alguma coisa, procurar por preços mais baixos, fazer pechinchas e etc. Contudo, há muitos cuidados que precisam ser tomados na escolha de uma casa e um imóvel barato pode ser uma boa oportunidade ou pode estar rodeado de problemas. O que fazer?

Casas populares

[caption id="attachment_667" align="alignnone" width="630"]casas CDHU Pilar do Sul Casas da CDHU entregue aos moradores no Bairro Campo Grande em Pilar do Sul.[/caption]

Antigamente programas habitacionais como o CDHU do governo de São Paulo era basicamente a opção que as pessoas tinham para a compra de uma casa popular, isto é, uma casa barata ou de baixo custo. A economia estava em baixa e o poder aquisitivo das pessoas também. Sem um salário compatível e com poucas perspectivas, essas casas foram a opção de muita gente.

Casas baratas atualmente

Atualmente o quadro mudou um pouco e isto se deve basicamente a dois fatores. O primeiro está relacionado com a melhora da economia e consequentemente dos salários, tanto no aspecto de estabilização do emprego, como na oferta de novos empregos. Esta melhora faz com que as pessoas tenham mais confiança para fazer um compromisso de compra em longo prazo.

O segundo fator está relacionado com os investimentos do governo, especialmente do governo federal no financiamento de casas populares e na forma como esse financiamento é feito. O programa Minha Casa Minha Vida é a expressão disso, pois além de colocar muito dinheiro a disposição da Caixa para financiar casas e apartamentos residenciais mais baratos, o governo colocou parte deste dinheiro como forma de subsídio, isto é, dinheiro para pagar parte do imóvel para famílias de baixa renda e financiar o restante.

Como comprar uma casa barata

Se você tem recursos próprios para isso, tudo fica mais fácil. Neste caso basta procurar as imobiliárias de sua cidade ou as construtoras que fazem casas populares para a venda. Mas se você precisa financiar a casa, o melhor caminho é pelo programa Minha Casa Minha Vida e para ter acesso a ele, há várias alternativas para você comprar sua casa mais barata. Veja abaixo as informações fornecidas pela Caixa:

Famílias com renda de até R$ 1.800,00: A Caixa oferece várias vantagens para a sua família. Conte com um financiamento de até 120 meses, com prestações mensais que variam de R$ 80,00 a R$ 270,00, conforme a renda bruta familiar. A garantia para o financiamento é o imóvel que você vai adquirir. Assim, fica muito mais fácil realizar o sonho da casa própria.

Famílias com renda de até R$ 7.000,00: Para famílias com renda bruta de até R$ 7.000,00, operações com recursos do FGTS passaram a integrar o Programa Casa Verde Amarela, que oferece taxas de juros diferenciadas em relação ao mercado para você conquistar uma casa própria.

Fonte das informações acima: Programa MCMV no site da Caixa

Encontre casas e apartamentos populares a venda

Se você deseja comprar diretamente de uma construtora, poderá verificar as opções de casas e apartamentos populares já prontos para a venda ou em fase de planejamento e construção. A MRV que é uma grande construtora e com atuação nacional disponibiliza em seu site um sistema de pesquisa que permite você encontrar em sua cidade imóveis nesta condição. Acesse o site https://www.mrv.com.br/minhacasaminhavida/ e faça uma pesquisa. Caso não encontre o imóvel desejado, você poderá fazer o cadastro e aguardar ser avisado quando houver opções em sua cidade.

Leilão de imóveis

Outra alternativa que muitas pessoas encontram é comprar uma casa através do leilão de imóveis da Caixa. Isto acontece pois muitas pessoas que financiam a casa ou apartamento, não conseguem pagar as prestações, finam inadimplentes e acabam perdendo o imóvel.

Neste caso a Caixa coloca o imóvel a venda através de leilão. Como é leilão não dá para afirmar que vai ser mais barato ou não, mas é possível neste caso você conseguir comprar por um valor abaixo do mercado e ainda poder financiar a compra pela Caixa como um imóvel qualquer. Se você quer saber mais sobre este assunto, acesse o site: https://www.caixa.gov.br/voce/habitacao/minha-casa-minha-vida/urbana/Paginas/default.aspx onde poderá visualizar as opções disponíveis de imóveis, bem como as condições de compra por esta modalidade.

O único inconveniente deste tipo de compra é que normalmente você compra a casa com o antigo morador nela e cabe a você tirá-lo de lá. Ou seja, a pessoa que financiou e perdeu a casa, mas ainda continua morando porque a Caixa não tira as pessoas, apenas faz o processo legal de tomar a casa de volta e vendê-la, mas cabe ao novo proprietário tomar as medidas cabíveis para a desocupação do imóvel. Nem sempre isto é fácil e em muitos casos terá de recorrer a justiça.

O que torna uma casa barata?

Basicamente duas coisas: O tamanho e o padrão da construção.

Tamanho. Embora outros fatores também possam contribuir, mas é certo que para ser barata inicialmente uma casa também precisa ser pequena, já que cada metro construído custa muito. Então a estratégia de fazer casas ou apartamentos cada vez menores é também uma estratégia financeira para derrubar o preço final do imóvel e assim torná-lo atrativo para a venda.

Estilo: O estilo é muito importante, pois existem as técnicas tradicionais e aquelas mais modernas e arrojadas. Algumas são mais simples de fazer e portanto demandam menos recursos materiais e mão de obra, enquanto que outras são mais caras de se fazer. Assim, escolher um estilo mais simples e tradicional tende a consumir menos recursos.

Padrão. Depois o padrão da construção também deve ser levado em conta. Os materiais empregados serão determinantes para baratear o preço de uma casa ou apartamento. Em uma loja de materiais de construção, quase todos os produtos podem ser comprados por uma diferença de preço absurda, em alguns casos. Então, empregar materiais mais simples significa baratear o custo final.

Mas é importante deixar claro que nem sempre um material mais barato seja ruim, em muitos casos eles são apenas mais simples.

Se eu construir uma casa o custo será menor que comprar pronta?

Geralmente sim. Esta é inclusive uma estratégia para comprar uma casa barata, ou seja, você mesmo construir. Na construção você poderá escolher os materiais, negociar preços, evitar pagamento de mão de obra para certas etapas que você mesmo pode fazer, entre outras economias. Normalmente uma casa construída pode ser até 30% mais barata que comprar uma pronta. Se forçar um pouco, poderá ser maior ainda.

Construa você mesmo

Para quem dispõe de algum tempo, como nos finais de semana, por exemplo, poderá optar ainda por um método mais econômico: fazer a casa você mesmo.

Se você não é pedreiro, mesmo assim poderá economizar, pois poderá contratar um pedreiro, mas trabalhar com ele de servente e depois assumindo algumas etapas, como pintura, por exemplo. A mão de obra representou nas duas casas que construí algo em torno de 40% do valor final da obra, então se puder economizar pelo menos em parte, já é um bom ganho.

Algumas perguntas, resumo e conclusão

O que são casas baratas?

Uma casa pode ser entendida como barata de duas formas. Primeiro ela pode estar com seu valor muito abaixo daquilo que é considerado no mercado e nesses casos afirmamos que ela está barata. Na segunda forma podemos nos referir a uma casa de baixo custo que embora esteja com o seu valor de mercado ela é barata pois é uma construção mais simples.

Casas baratas

É um bom negócio comprar casa barata?

Nem sempre, mas depende muito da situação financeira da pessoa e dos propósitos que ele tem. Muita gente prefere comprar uma casa mais simples do que ficar pagando aluguel a vida toda. Por outro lado uma casa pode estar barata por alguns problemas que ela venha a ter e neste caso é preciso tomar muito cuidado.

Casas baratas são mais fáceis de serem financiadas?

De certa forma sim. O que acontece com financiamento habitacional é que o imóvel precisa oferecer condições de moradia e estar estruturalmente bom. Não é possível financiar uma casa em ruinas ou que não ofereça segurança e condições de moradia.

Desde que ela atenda as exigências mínimas dos bancos financiadores, ela acaba sendo mais fácil de financiar por outro fator: o comprador. Para fazer o financiamento de uma casa é necessário comprovar renda suficiente para pagar o financiamento e neste caso uma casa barata irá requerer rendas mais baixas e com isso haverá um público maior, logo, pensando sob este ponto de vista ela acaba sendo mais fácil de financiar.

Quais os cuidados ao comprar casas baratas?

Primeiro é preciso entender porque ela está barata e se isto tem alguma relação com problemas no imóvel, na localização, documentação ou outro qualquer. Depois é preciso levar em conta a situação em que a casa se encontra, se é necessário fazer reformas para que a mesma fique em condições de moradia, entre outros. Finalmente é preciso levar em conta se ao precisar vender a casa, se haverá mercado, afinal é desta forma que avaliamos se um investimento é bom ou não.

Checklist para você avaliar:

  • Localização em relação a cidade;
  • Localização dela dentro do bairro;
  • Localização dela em relação a rua (por exemplo: casas no meio do quarteirão são mais seguras do próximas a esquinas);
  • Valorização do bairro;
  • Distância aos centros de compras, escolas e seu local de trabalho;
  • Tipo de vizinhança (residências, comércio, indústrias, etc);
  • Áreas baldias nas proximidades;
  • Próximos a locais que podem oferecer riscos, como áreas de desmoronamento, rios, entre outros;
  • Presença ou ausência de transporte público;
  • Entre outros.

Gostou? Compartilhe




© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade
Este site usa cookies e ao continuar navegando, você concorda com a política de privacidade.