Dicas e informações sobre casa e construção

Pagar um financiamento é o mesmo que pagar aluguel?

Consumo ou investimento? O que é melhor uma pessoa fazer: manter-se em uma casa alugada ou financiar um imóvel para moradia? Veja esta análise do ponto de vista econômico.

Morar de aluguel a vida inteira ou comprar uma casa financiada? Muitos podem alegar que pagar um financiamento por 35 anos seria o mesmo que pagar aluguel visto que é um tempo muito longo. Mas comparar uma coisa com a outra é complicado e quando analisamos com cuidado fica fácil perceber que há diferenças entre os dois casos.

Há um antigo debate sobre se faz ou não mais sentido para as pessoas alugar ou comprar.Embora seja difícil realmente entender por que existe um debate.Você definitivamente ouvirá argumentos de ambos os campos que parecem lógicos,mas se você fizer uma pequena escavação,você pode achar que alguns dos argumentos são finos na melhor das hipóteses.

Aluguel de casa

Pagar aluguel tem como vantagem o fato de uma pessoa conseguir alugar uma casa mesmo sem ter nenhum capital, valendo apenas dos rendimentos mensais para poder honrar o compromisso. Este é o caminho que boa parte das pessoas trilha.

Como desvantagem está o fato de ser um dinheiro sem retorno, como é comum ouvirmos algumas pessoas afirmarem. De fato pagar aluguel não é fazer investimento e sim consumo. Desta forma e do ponto de vista de investimento não é um bom negócio.Os pagamentos de aluguel são feitos mensalmente na maior parte.Esse dinheiro dá a você o direito de morar na casa ou apartamento pelo período de tempo especificado, geralmente um mês.Você não recebe nenhum outro benefício tangível do pagamento do aluguel.Não melhora a sua pontuação de crédito,não produz equidade, simplesmente dá-lhe a capacidade de viver na residência.

Financiamento

Quem financia uma casa para morar sonhando em sair do aluguel tem uma grata decepção, afinal ele continuará a fazer os pagamentos mensais da mesma forma e em alguns casos o valor poderá ser até maior. O que muda é que agora esses pagamentos são vistos como investimento e não como consumo, isto muda bastante a maneira de pensarmos sobre o assunto.

Consumo versus investimento

Aluguel é consumo, financiamento é investimento. É claro que é preciso levar em conta que os valores pagos nas prestações têm incidência de juros e nem todo o valor é investido, mas ainda assim compensa do ponto de vista econômico.

Imagina uma pessoa que pagou aluguel durante vinte anos, ao final deste período ele irá desocupar a casa e todo o valor pago não foi capitalizado em nada, caso ele não tenha comprado um imóvel terá de alugar outra e continuar todo o processo. Mas o mesmo exemplo sendo aplicado a uma pessoa que financiou é bem diferente, já que no final terá pago a mesma coisa, mas terá o imóvel.Uma vez em que alugar pode parecer uma escolha mais lógica do que comprar é se você vai morar em uma determinada área por um curto período de tempo.Para determinar se faz sentido alugar ou comprar neste tipo de situação, você realmente precisa analisar seus planos financeiros globais.Você precisa ter uma compreensão completa de todos e quaisquer custos associados a você comprar a casa, a probabilidade de que você seria capaz de vendê-lo ou alugá-lo quando estava se mudando da área,etc.Para alguns, mesmo em uma situação de curto prazo.A melhor decisão financeira pode ser comprar,especialmente se eles são capazes de alugá-lo e construir patrimônio em seu inquilino.Isso pode,no entanto, impedi-los de comprar uma segunda casa,embora,se tiverem crédito e renda adequados,não tenham nenhum problema em comprar a segunda residência também.

Conclusão

Existem casos em que é melhor alugar mesmo, até porque para financiar é preciso dar um valor de entrada e nem todos tem. Existem ainda os casos de pessoas que estão provisoriamente em uma determinada cidade, entre outros casos. Mas havendo possibilidade é sempre útil considerar a possibilidade de comprar sua própria casa, ainda que tenha que recorrer à Caixa ou outros bancos para financiar parte do valor.

Possuir sua própria casa tem muitos benefícios não-financeiros, mas só você pode avaliá-los.Você sabe o que é e o que não é importante para você.Você sabe quais as obrigações que você sente confortável e o que não é.A chave é avaliar sua situação pessoal em vez de ouvir aqueles que estão convencidos de que um ou outro é o certo para você.

Gostou? Compartilhe



© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade