Dicas e informações sobre casa e construção

Tabela SAC e Price em financiamentos de imóveis, qual é melhor?

Entenda quais são as diferenças entre Tabela Price e o sistema SAC de amortização em financiamentos de imóveis na Caixa Econômica Federal ou diretamente com a construtora

Quando fazemos a contratação de um financiamento seja ele de imóveis, automóveis ou outro bem qualquer, os bancos utilizam um sistema de amortização que geralmente é a Tabela Price ou o SAC o que é o Sistema de Amortização Constante. O financiamento de imóveis junto à Caixa, por exemplo, utiliza o sistema SAC, mas quando você faz um financiamento direto com a construtora, por exemplo, o que é comum eles usarem a Tabela Price. Mas qual a diferença entre os dois sistemas que qual deles é melhor.

Tabela Price

Na Tabela Price a principal característica é que as parcelas são fixas do início ao fim do financiamento e, portanto e possível conhecer exatamente o que você vai pagar durante a vigência do contrato. As parcelas não vão nem comentar nem diminuir, mas manterão os mesmos valores da primeira até a última.

A única exceção é se o contrato permitir reajuste anual, como é comum em alguns casos. Mas ai não é problema com o sistema de amortização e sim com o fato que a dívida é revisada de tempo em tempo.

SAC – Sistema de Amortização Constante

Valor decrescente das prestações

Pelo sistema SAC a amortização é constante é portanto o valor da prestação sofre uma redução mês a mês, isto é bastante comum para quem faz financiamento de imóveis pela Caixa, por exemplo. Neste caso todos os meses a parcela vem com o valor um pouco menor do que a anterior e isso acontece até o final.

Porque existe esta diferença?

O que acontece é que na Tabela Price o valor da prestação é fixa e no sistema SAC a amortização de fixa e portanto o valor da prestação é variável. Para entender melhor recomendo você ver o vídeo abaixo mostra dois exemplos de financiamento, um deles na Tabela Price e outro pela Tabela SAC que poderia simulador muito bem um financiamento de imóveis.

No vídeo abaixo, além de uma explicação detalhada com exemplo no Excel da diferença entre Tabela Price e SAC há também a definição de alguns conceitos importantes como:

  • Saldo devedor. É o valor que você tomou emprestado e ao longo dos pagamentos ele diminuirá até chegar a zero.
  • Juros. É o aluguel que se paga ao tomar dinheiro emprestado.
  • Pagamentos. É o valor de cada parcela mensal
  • Amortização. Neste conceito algumas pessoas poderão ter uma visão errada, já que o valor pago mensalmente não é o valor da amortização, uma vez que em cada parcela existe o pagamento de juros.

Qual é o melhor?

Do ponto e vista psicológico pagar uma prestação menor mês a mês parece fazer mais sentido, mas do ponto de vista econômico é preciso fazer os cálculos de cada caso para saber qual é mais vantajoso.

Normalmente não diferença entre um e outro no que se refere ao valor final que você paga, isto se estivermos comparando situações iguais com prazos e taxas de juros semelhantes. Mas, como sempre acontece, a melhor coisa a fazer é sempre estabelecer uma comparação e ver o que é mais vantajoso.

Outro detalhe importante é quem nem sempre você pode escolher qual sistema de amortização quer usar. Geralmente os bancos ou as financeiras já estabelecem isso e cabe a você apenas aceitar ou não. O objetivo aqui é mostrar as diferenças entre eles e não propor que você faça a escolha, pois nem sempre isso acontece.

Com as prestações regressivas, significa que vou pagar menos no final do financiamento?

Como explicado acima, o fato de você ter parcelas regressivos não significa necessariamente que no final do financiamento terá pagado menos, mas que isto é apenas um reflexo do sistema de amortização que você está usando. Embora possa haver algumas diferenças entre o sistema e outro, na prática eles são muito parecidos e no final você acabará pagando praticamente o mesmo valor, tanto no sistema de parcelas fixas, como em parcelas regressivas.

Qual o impacto da taxa de juros nas prestações do financiamento?

A taxa de juros exerce um papel fundamental na formação da prestação de um financiamento qualquer. Quanto maior for a taxa de juros, maior tende a ser também o valor da prestação, por isso é tão importante você negociar e conseguir uma taxa mais baixa afim de pagar menos no final do contrato de financiamento. Uma estratégia para pagar menos juros e tentar fazer o financiamento em um prazo menor, desta forma embora a taxa continue a ter um papel importante, ela terá menos tempo de atuação.

Posso mudar o sistema de amortização durante a vigência do financiamento?

Isto não é possível, pelo menos até onde eu conheço não. O sistema de amortização de um financiamento é válido para toda a vigência do contrato, assim se você começou pagando pelo sistema de prestações regressivas, deverá manter assim até o final. O mesmo vale se o seu sistema de amortização for de prestações fixas. Para mudar o sistema de amortização, seria necessário fazer uma alteração de contrato, bem como recalcular o valor do seu saldo devedor e até onde eu sei a caixa não costuma fazer isso.

Gostou? Compartilhe




© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade