Dicas e informações sobre casa e construção

Arquitetos, engenheiros e as dificuldades de acertar um projeto

O que aprendi com engenheiros e arquitetos na elaboração de um projeto para a construção de uma casa. Veja algumas dificuldades e soluções encontradas com esses profissionais. A arquitetura é a área do conhecimento humano que estuda e propõe soluções para a construção civil de maneira muito ampla. Ela faz isso através de uma variedade de tipos de projetos que atendem às mais diversas necessidades.

Desde que comecei a fomentar a ideia de construir uma casa, as conversas com outras pessoas com muita frequência apontavam dificuldades para lidar com pedreiros, pintores e outros profissionais ligados a execução da obra em si. Falta de compromisso, dificuldade de encontrar bons profissionais, execução de partes da obra diferente daquilo que foi idealizado, e por ai vai. Minha preocupação começou precocemente neste sentido, mas não me preocupei muito com o projeto já que engenheiros e arquitetos não estavam na minha lista de dificuldades. Lego engano!

Na véspera do Natal eu procurei uma colega que é arquiteta e como já estávamos conversando a algum tempo sobre o projeto, faltava apenas eu decidir o momento de começarmos. Para minha surpresa ela alegou excesso de trabalho e achou melhor que eu procurasse outro profissional já que eu tinha um cronograma bastante apertado para a criação e aprovação do projeto.

Contatei o segundo arquiteto e começamos a trabalhar. Eu já tinha em mente o que precisa e fiz questão de mostrar para o arquiteto minha necessidade em termos de projeto, tamanho da construção e valor que eu estava disposto a gastar para a construção. A primeira divergência veio no valor por metro quadrado, já que a minha estimativa era a metade do que o arquiteto dizia que eu iria gastar.

Mas esta era o menor dos problemas. Fizemos alguns estudos, várias plantas e chegamos a pouco consenso, o meu prazo já havia estourado e depois de muitas tentativas com o engenheiro inclusive participando, chegamos ao resultado final, mas para isso foram consumidos mais de 6 meses de trabalho e muita dor de cabeça.

O que aprendi com engenheiros e arquitetos

O engenheiro me pareceu mais objetivo, enquanto que o arquiteto se atenda a mais pormenores. Nisto, penso que as duas coisas são importantes.

A tendência do arquiteto era de elaborar um projeto bacana, mais sofisticado e consequentemente mais caro. É uma característica deles e não é ruim isso, apenas achei que houve muita dificuldade de entender que para mim economia significava economia mesmo.

Definir claramente o que você precisa é fundamental, afinal a casa é sua, é você que irá morar nela e por melhores que sejam esses profissionais é você que precisa saber o que é bom para você ou não. Aceitar todas as sugestões sem analisar os impactos pode ser um caminho arriscado e caro. O papel desses profissionais e ajudar a encontrar o melhor modelo para a construção, de maneira mais racional, confortável e segura, mas o olho do dono precisa fazer parte disso, pelo menos comigo foi assim.

Um segundo caso - outra casa

Pouco tempo depois, vendi a casa que construí acima e comprei um terreno no mesmo condomínio. Nesta nova ocasião contratei uma arquiteta e a história foi bem diferente.

Inicialmente pensei que a situação iria se repetir, mas foi bem mais tranquilo e a proposta que ela apresentou sofreu pouca modificação até o final.

Neste novo caso aprendi algumas coisas mais, sendo:

  • A escolha do profissional, seja arquiteto ou engenheiro é de vital importância. Assim como em qualquer profissão existem alguns em que você terá uma experiência melhor do que outro;
  • Uma má experiência não é suficiente para determinar que o profissional é ruim, mas as circunstância podem influenciar para um resultado não desejado;
  • O ponto de vista do cliente, no caso eu, as vezes atrapalha muito e posso garantir que no exemplo anterior, tive muita responsabilidade, especialmente pela minha inexperiência e a dificuldade de compreender os processos arquitetônicos. Nesta nova experiência, foi um pouco diferente e consegui lidar com mais facilidade com a aprovação do projeto;
  • É importante ouvir e acatar as sugestões de profissionais como engenheiros e arquitetos, pois no meu primeiro exemplo, eu fui muito inflexível e isto refletiu em um resultado não muito bom. Agora, passei a considerar as sugestões e os resultados foram bons;
  • Cada obra é uma experiência e uma nova oportunidade de aprender e melhorar. Não pretendo fazer uma nova construção tão cedo, mas com certeza serei bem mais humilde na próxima vez.

Projetos de arquitetura: arquitetônico, hidrossanitário e outros

Um projeto é a análise geral de uma construção dentro de plantas, com cortes, elevações, detalhes das instalações hidráulicas e elétricas, antevendo paisagismo e acabamentos. Ele é um processo para entendimento da estrutura e da representação final, sendo a parte escrita de um projeto.

Nenhuma construção deveria ser feita sem antes a elaboração e aprovação de um projeto. A palavra planejamento também descreve bem a ideia de um projeto, seja ele na área da arquitetura ou outra qualquer.

Os arquitetos são profissionais capacitados para elaborar projetos arquitetônicos para atender às necessidades mais variadas possíveis. Abaixo relaciono os principais tipos de projetos que são feitos nesta área, bem como as suas aplicações.

Planta arquitetura

Projeto arquitetônico

O projeto arquitetônico é a representação de forma escrita ou gráfica, de uma ideia que o arquiteto possui de uma obra solicitada. Ele é a materialização de uma ideia para um espaço imaginado, que ajuda no estudo da melhor forma de atender as necessidades dos usuários e a melhor forma de resolver os problemas durante o processo.

Sua finalidade é prever possíveis problemas de execução e garantir que a obra saia como planejada. Com ele, há uma maior facilidade para estudar possíveis problemas que não poderiam ser visualizados se a ideia não fosse colocada no papel primeiro.

Ele possui de 5 etapas: levantamento de dados, estudo preliminar, anteprojeto, projeto legal e projeto executivo.

Dentro de um projeto arquitetônico deve estar as informações de implantação, as plantas de cobertura e planta baixa, cortes e elevações superiores e layout gráfico.

Projeto hidrossanitário

Um projeto hidrossanitário é o que abarca as instalações hidráulico-sanitárias prediais. Essas instalações são constituídas por conjunto de canalizações, conexões, peças especiais, aparelhos e acessórios ligados ao suprimento ou ao afastamento de águas disponibilizadas ou pluviais dos prédios, indo da ligação à rede pública de água até retornar ao coletor público de esgotos ou sistema individual de tratamento, assim como, o encaminhamento das águas pluviais a rede pluvial da rua ou qualquer outro sistema que use a água da chuva.

O objetivo de um projeto hidrossanitário é planejar a instalação de um conjunto de canalizações, aparelhos, peças e acessórios que constituem o sistema hidráulico-sanitário. Com um projeto bem elaborado, é possível garantir a funcionalidade de uso das instalações e evitar problemas de falta de pressão, vazamento ou mal cheiro de ralos e outros elementos parecidos.

Projeto Multifamiliar

O projeto de arquitetura multifamiliar é grande e pode ser mais complexo que o de uma residência unifamiliar. Ele conta com edifícios e empreendimentos grandes, podendo estar sob a forma de complexos de apartamentos ou apartamentos onde irão morar várias famílias.

Ele envolve mais conhecimentos que as exigidas do código e coordenação do departamento de planejamento, cuidando de fatores como: estacionamento, acústica e a taxa de pavimentos.

Projeto estatal

Ele une vários tipos de projeto de arquitetura para lidar com os projetos públicos, ou seja, o contratante é uma cidade, município ou estado. O projeto municipal possui regras especiais que são definidas pelo governo em relação a como esses serviços serão contratados, no caso licitações.

Os arquitetos que ficam responsáveis pelos projetos tem que lidar com muitas construções de uma única vez, que estão relacionados às construções de corpo de bombeiros, esquadra de polícia, bibliotecas, a reforma de um local, a arborização de uma área, etc.

Projeto residencial particular

O projeto residencial particular é quando um arquiteto é contratado para a construção ou reforma de um único imóvel ou área. Nesse caso, o contratante apresenta as necessidades e seus desejos para que o arquiteto faça um projeto com uma ou mais possibilidades.

O arquiteto pode supervisionar todas as etapas da obra e até ajudar a contratar os profissionais que irão executar a obra.

Projeto de modificação residencial

É o projeto desenvolvido para uma reforma ou remodelação da parte interna de uma residência. Pode ir de uma simples alteração de decoração ou até uma mudança em divisórias internas dos ambientes ou mudança total no imóvel.

Projeto de edifício de escritório

O projeto abarca desde edifícios com mini escritórios até grandes arranha-céus de vários andares, sendo que cada um deles pode se adequar a necessidades especiais.

Os arquitetos que realizam este tipo de projeto precisam estar familiarizados com metragem quadrada, cálculos, divisórias e acústica. É necessário que saibam lidar com o design de interiores e com a escalabilidade espacial quando os clientes iniciam uma expansão dos negócios.

Projetos na área da saúde

Eles possuem regulamentos e necessidades especiais, sendo preciso conhecer tudo sobre equipamentos especializados, o número de leitos, regulamentação dos seguros e de segurança da edificação.

Por Redação e G Produções Editoriais

Gostou? Compartilhe




© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade