Dicas e informações sobre casa e construção

Arquitetos, engenheiros e as dificuldades de acertar um projeto

O que aprendi com engenheiros e arquitetos na elaboração de um projeto para a construção de uma casa. Veja algumas dificuldades e soluções encontradas com esses profissionais.

Desde que comecei a fomentar a ideia de construir uma casa, as conversas com outras pessoas com muita frequência apontavam dificuldades para lidar com pedreiros, pintores e outros profissionais ligados a execução da obra em si. Falta de compromisso, dificuldade de encontrar bons profissionais, execução de partes da obra diferente daquilo que foi idealizado, e por ai vai. Minha preocupação começou precocemente neste sentido, mas não me preocupei muito com o projeto já que engenheiros e arquitetos não estavam na minha lista de dificuldades. Lego engano!

Na véspera do Natal eu procurei uma colega que é arquiteta e como já estávamos conversando a algum tempo sobre o projeto, faltava apenas eu decidir o momento de começarmos. Para minha surpresa ela alegou excesso de trabalho e achou melhor que eu procurasse outro profissional já que eu tinha um cronograma bastante apertado para a criação e aprovação do projeto.

Contatei o segundo arquiteto e começamos a trabalhar. Eu já tinha em mente o que precisa e fiz questão de mostrar para o arquiteto minha necessidade em termos de projeto, tamanho da construção e valor que eu estava disposto a gastar para a construção. A primeira divergência veio no valor por metro quadrado, já que a minha estimativa era a metade do que o arquiteto dizia que eu iria gastar.

Mas esta era o menor dos problemas. Fizemos alguns estudos, várias plantas e chegamos a pouco consenso, o meu prazo já havia estourado e depois de muitas tentativas com o engenheiro inclusive participando, chegamos ao resultado final, mas para isso foram consumidos mais de 6 meses de trabalho e muita dor de cabeça.

O que aprendi com engenheiros e arquitetos

O engenheiro me pareceu mais objetivo, enquanto que o arquiteto se atenda a mais pormenores. Nisto, penso que as duas coisas são importantes.

A tendência do arquiteto era de elaborar um projeto bacana, mais sofisticado e consequentemente mais caro. É uma característica deles e não é ruim isso, apenas achei que houve muita dificuldade de entender que para mim economia significava economia mesmo.

Definir claramente o que você precisa é fundamental, afinal a casa é sua, é você que irá morar nela e por melhores que sejam esses profissionais é você que precisa saber o que é bom para você ou não. Aceitar todas as sugestões sem analisar os impactos pode ser um caminho arriscado e caro. O papel desses profissionais e ajudar a encontrar o melhor modelo para a construção, de maneira mais racional, confortável e segura, mas o olho do dono precisa fazer parte disso, pelo menos comigo foi assim.

Um segundo caso - outra casa

Pouco tempo depois, vendi a casa que construí acima e comprei um terreno no mesmo condomínio. Nesta nova ocasião contratei uma arquiteta e a história foi bem diferente.

Inicialmente pensei que a situação iria se repetir, mas foi bem mais tranquilo e a proposta que ela apresentou sofreu pouca modificação até o final.

Neste novo caso aprendi algumas coisas mais, sendo:

  • A escolha do profissional, seja arquiteto ou engenheiro é de vital importância. Assim como em qualquer profissão existem alguns em que você terá uma experiência melhor do que outro;
  • Uma má experiência não é suficiente para determinar que o profissional é ruim, mas as circunstância podem influenciar para um resultado não desejado;
  • O ponto de vista do cliente, no caso eu, as vezes atrapalha muito e posso garantir que no exemplo anterior, tive muita responsabilidade, especialmente pela minha inexperiência e a dificuldade de compreender os processos arquitetônicos. Nesta nova experiência, foi um pouco diferente e consegui lidar com mais facilidade com a aprovação do projeto;
  • É importante ouvir e acatar as sugestões de profissionais como engenheiros e arquitetos, pois no meu primeiro exemplo, eu fui muito inflexível e isto refletiu em um resultado não muito bom. Agora, passei a considerar as sugestões e os resultados foram bons;
  • Cada obra é uma experiência e uma nova oportunidade de aprender e melhorar. Não pretendo fazer uma nova construção tão cedo, mas com certeza serei bem mais humilde na próxima vez.

Gostou? Compartilhe



© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade