Dicas e informações sobre casa e construção

Diferença de casas antigas e contemporâneas

Casas antigas e contemporâneas com certeza têm muitas diferenças entre si, e isso não dá para negar. Inclusive é fato mais do que sabido que algumas pessoas

Casas antigas e contemporâneas com certeza têm muitas diferenças entre si, e isso não dá para negar. Inclusive é fato mais do que sabido que algumas pessoas preferem as casas mais velhas, e outras gostam mais das que tem cheirinho de novo.

Seja como for, o fato é que é muito complicado entender o que diferencia uma casa da outra, ao menos se você é completamente leigo nesse assunto, e esse é justamente o caso de muitas pessoas.

Isso pode ser um problema, especialmente se você está interessado em uma casa e não sabe se ela se adequa ou não aos seus anseios, aos seus sonhos. Já imaginou fazer um investimento grande em um lugar que você não ama?

Casas antigas e rústicas

Sendo assim, a seguir nós vamos falar sobre o que distingue as casas mais antigas e rústicas das que consideramos contemporâneas, para que você possa fazer a sua futura mudança tranquilo de que fez a melhor escolha possível. Confira!

As principais diferenças entre as casas antigas e contemporâneas

1 – O espaço

As casas antigas ofereciam muito espaço para os seus moradores. Não havia tanta gente nas cidades ou no campo, e a intenção dos construtores era oferecer bastante lugar para que as pessoas pudessem viver com qualidade.

Sim, espaço significava qualidade de vida e era um convite também para que os casais tivessem mais filho. É importante lembrar que ao menos no nosso país a taxa de natalidade caiu apenas nas últimas 3 décadas. Antes ter 3, 4 filhos era normal e para criar tantas crianças espaço era fundamental.

Hoje essa realidade não existem mais. A maioria das famílias vive em casas de 1 ou 2 quartos no máximo, e quando são mais ambientes eles são bem pequenos e apertados. O espaço não é mais a prioridade e já não se passa tanto tempo nas casas como antigamente, então isso deixou de ser tão importante.

Além disso, as famílias diminuíram progressivamente. A maior parte dos casais hoje não tem mais de dois filhos, e cresceu a quantidade de casais que se contentaram com um único herdeiro. Nesses casos ter cômodo sobrando em casa significa gasto e não é algo válido atualmente.

2 A decoração

Decoração de casas modernas

Um dos principais pontos que diferenciam casas antigas e contemporâneas é que elas tem decorações muito distintas, e talvez a principal diferença nesse sentido esteja na quantidade de móveis!

As casas de antigamente tinham uma verdadeira profusão de armários, escrivaninhas e outros tipos de objetos que serviam para colocar coisas. Hoje em dia é bem diferente, e você deve perceber isso com tranquilidade.

Quando entramos em uma casa mais moderna rapidamente notamos que a decoração é mais clean, limpa e que não existe excesso de informação. Cores demais também são raridade, ao contrário de antigamente.

Além disso, os móveis são mais funcionais e justamente por esse motivo não se precisam de tantos, o que é ótimo, porque significa uma economia no dia a dia das pessoas, de modo geral!

3 – A informatização

As casas de antigamente se tinham televisão e rádio já eram bastante modernas. Hoje uma casa tem no mínimo mais de um computador, e conta com adventos inclusive para torna-la mais tecnológica, como alarmes e luz que acende por sensor!

Perguntas e respostas

Quais casas são mais valorizadas?

Isso depende muito do gosto de casa pessoa, então é difícil dizer, porque alguns preferem as antigas e as novas. Geralmente as construções modernas tendem a ser mais valorizadas, mas dependendo da estrutura da casa, uma construção antiga pode ser bem valiosa também.

Por que em outros países há casas centenárias e aqui não?

Para quem assiste esses programas de TV de compra e venda de imóveis ou de reformas de casas em outros países já deve ter notado que eles tem o hábito de datar as casas e dizer quando ele foi construída. O que também chama a atenção é que muitas dessas casas são centenárias e ainda assim estão lá bonitinhas e tem grande valor.

No Brasil a coisa é um pouco descartável e uma construção de 30 anos de idade aqui, as vezes já está caindo aos pedaços. Há duas razões para isso: Primeiro é o pouco hábito que temos de fazer reformas e manutenções constantes. A segunda e principal forma é o método construtivo. Muitas casas são feitas de qualquer maneira e usando métodos e materiais de segunda linha, que não irão ter a devida durabilidade.

Uma casa antiga ainda é bem vista?

Sim! Para muitas pessoas a casa antiga tem charme, tem um toque especial de nostalgia e de memórias reunidas, então pode ser realmente atraente para certos indivíduos. E você, prefere o que entre as casas antigas e contemporâneas?

Gostou? Compartilhe




© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade