Dicas e informações sobre casa e construção

Dicas: Compra do terreno para a construção de uma casa de moradia

O que eu quero construir? Qual é o orçamento para o terreno e como quero pagá-lo? Onde quero morar? Veja a análise dessas três perguntas e as dicas para a compra de um terreno.

Minha primeira empreitada na construção da minha casa foi exatamente a busca e compra do terreno que serviria de base a casa. Confesso que encontrar o lote certo foi bem mais difícil do que eu imaginava e planejava. As vezes quando você não está procurando um terreno para comprar, você vê tantos terrenos que julga bons, mas bastou eu sair a campo que as coisas ficaram mais complicadas um pouco. Reuni então algumas experiências e acredito que elas poderão ser úteis para aqueles que inda irão trilhar este caminho.

O que eu quero construir?

Não adianta sair procurando terreno sem ter em mente o tipo de construção que deseja fazer. É claro que é não é necessário ter um projeto em mãos, mas você precisa estar ciente de algumas coisas relacionadas a sua futura casa, como: Qual o tamanho dela, quantidade de dormitórios, casa térrea ou sobrado, entre outras coisas.

Tendo isso é outras informações em mente, você consegue filtrar melhor o tipo de terreno que serve e o tipo que não serve para você. Fica bem mais fácil ter um perfil de imóvel bem definido, embora isto também acarreta a exclusão de muitos terrenos e as vezes falta opção.

No meu caso a necessidade era de um lote para a construção de uma casa térrea com 3 dormitórios e um escritório. O tamanho da cada giraria entre 100 e 120 metros quadrados.

O padrão da construção também deve ser levado em conta, pois se pretende construir uma casa de alto padrão, um bairro aberto nem sempre é a melhor alternativa e neste caso a melhor coisa a fazer e procurar um terreno em um condomínio fechado e de preferência que seja de alto padrão.

Qual é o orçamento para o terreno e como quero pagá-lo?

Esta é outra pergunta importante que você precisa fazer. No meu caso eu iria usar parte do valor com recursos próprios e parte com financiamento habitacional da Caixa. Então minha busca concentrava em imóveis que podiam ser financiados pela Caixa, excluindo de primeira aqueles cujos proprietários não concordavam com o financiamento ou que a documentação não permitisse isso.

Então minha dica é que você defina muito bem o seu orçamento e como deseja pagar o terreno. Feito isso filtre novamente aqueles que atenda a seu critério estabelecido.

Na maioria das vezes os compradores olham muito para o preço e isto é bem natural. Como estamos falando de um bem cujo valor é alto, normalmente quando as pessoas saem para procurar um terreno para comprar, elas já sabem qual é o orçamento disponível ou até onde elas podem chegar.

A regra é quase genérica aqui: terrenos grandes são mais caros e terrenos pequenos são mais baratos. Assim, é importante alinhar o que deseja como o que se pode pagar.

Onde quero morar?

Para concluir você precisa responder a esta pergunta, pois se a compra do terreno visa a construção de uma casa para moradia, significa que esta compra será a determinação de onde você irá morar. Eu por exemplo tive um pouco de infelicidade nesta parte do processo, pois defini uma região muito específica e isto fez com que a quantidade de terrenos que eu tinha a disposição fosse muito pequena. Em último caso tive de mudar um pouco o foco e acabei comprando o terreno em uma região diferente daquela que eu havia planejado originalmente.

A questão importante aqui é a seguinte: Você quer um lugar tranquilo para morar ou prefere uma rua ou bairro mais movimentado? Bairro aberto ou condomínio fechado? Periferia ou região mais central? A resposta a todas essas perguntas ajudarão você a criar um perfil do tipo de lugar que deseja morar e assim concentrar seus esforços para encontrar um terreno nesta região.

Alguns aspectos devem ser observados aqui, como:

  • Acesso: Se você depende de transporte público, quais são as opções? Se usa transporte próprio, considere as vias de acesso, especialmente em horário de pico.
  • Vizinhança: Não canso de falar sobre isso, pois é um dos aspectos mais importantes e um dos que causam mais impactos na moradia. Observe a presença de indústrias, bares, espaços de eventos, vizinhança barulhenta, entre outros.
  • Tipo de construção: Qual é o padrão arquitetônico da região? Em geral tendemos a seguir o mesmo padrão, apesar de isto não ser obrigatório.
  • Tempo: Por quanto tempo você pretende morar ali? Tem gente que constrói para a vida toda, outros tem pretensões temporárias, como esperar apenas os filhos crescerem ou se formarem para depois procurar um lugar mais tranquilo ou ir morar em um sítio, por exemplo. Tudo isso deve ser considerado.

Gostou? Compartilhe




© 2012-2019 | Casa Dicas | Deus seja Louvado | Política de Privacidade